Novo Curso de Fotografia

A APAF vai realizar um novo Curso de Iniciação à Fotografia, presencial, em grupos com um máximo de 5 alunos. Este curso tem início no próximo dia 28 um novo Curso de Iniciação à Fotografia. Com aulas às segundas e quartas feiras em horário pós-laboral, possuindo uma componente técnica cujo objetivo é o manusear em pleno a própria máquina, dominando a medição de luz e as diferentes funções técnicas, o curso possui também uma vertente estética bastante significativa, levando-nos a pensar nas imagens que vemos e no porquê de serem boas ou más, discutindo-se a composição e a transmissão de ideias, sempre com o apoio de outras artes visuais, seja a fotografia, a pintura ou a instalação. Mas neste Curso abordamos igualmente a medição de luz, a escolha do ISO e do WB, os enquadramentos, etc.

Acresce ainda que todos os trabalhos dos nossos alunos são analizados e discutidos, sendo também tarefa dos alunos aprender a selecionar as imagens que apresentam durante o curso, e claro, para além do curso.

Mais informações em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias | Comentários Desativados em Novo Curso de Fotografia

Bienal de Fotografia do Porto

Fotografia de Marta Oliveira, da série De Vagar o Mar

Decorre a partir de 14 de maio a Bienal de Fotografia do Porto, com exposições no Porto, Lisboa e em ambiente virtual. Subordinada ao tema “O que acontece com o mundo acontece connosco”, esta 2ª edição retrata o papel da humanidade na sua relação com o planeta. A organização é da Plataforma Ci.CLO.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Bienal de Fotografia do Porto

Viagem Maior, em Setubal

Fotografia Armando Castro

Até 9 de maio, em Setúbal, na Casa da Avenida, pode ver Viagem Maior, de Duarte Belo e João Abreu, com base no livro com o mesmo nome, editado pelo Museu da Paisagem. Viagem Maior é uma viagem que resume mais de trinta anos de mapeamento fotográfico da paisagem e da arquitetura portuguesa, reunindo dois olhares sobre o espaço e o tempo.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Viagem Maior, em Setubal

World Press Photo

Fotografia Nuno André Ferreira / Lusa

Nuno André Ferreira, fotojornalista da agência Lusa, ficou classificado em terceiro lugar na categoria de spot news do Prémio World Press Photo. A fotografia, “Forest Fire”, apresenta uma criança no interior de um carro, à noite, perto de um incêndio que destruia floresta no concelho em Oliveira de Frades a 7 de Setembro do ano passado de 2020.

O prémio da Fotografia do Ano foi para uma imagem captada pelo fotógrafo dinamarquês Mads Nissen, a 5 de agosto de 2020, da brasileira Rosa Luzia Lunardi, a ser abraçada pela enfermeira Adriana Silva Souza, no lar Viva Bem, em São Paulo, no Brasil.

As imagens a concurso no World Press Photo e demais informação pode ser vista aqui.

Fotografia de Mads Nissen / Panos Pictures
Publicado em Notícias | Comentários Desativados em World Press Photo

Fotografia de viagem

Sexta feira, dia 16, às 21.30, o Mirafórum, no Porto, promove mais um serão dedicado à fotografia de viagem com a apresentação de dois destinos. Manuela Matos Monteiro apresentará Cuba em imagens, e Vítor Costa a ilha de Madagáscar. É um serão para ver e refletir nas vivências fotográficas destes dois fotógrafos, que nos trazem histórias e imagens dos seus trabalhos. Pode participar na sessão via zoom ou assista ao live através da página do facebook.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Fotografia de viagem

Fotografia e Território, em Tomar

Entre abril e junho próximos o Centro de Estudos em Fotografia de Tomar promove um conjunto de conferências tendo como tema a Fotografia e Território. A primeira, a ocorrer já dia 21, é com Duarte Belo e moderação de João Henriques.

Estas conferências surgem na sequência de um conjunto de outras iniciadas em finais de 2020 e que levou à criação do site https://fotografiaeterritorio.ceft.pt/, o qual pretende vir a ser uma referência sobre projetos com ligações a Portugal. Além de Duarte Belo serão também convidados Luisa Ferreira, José Manuel Rodrigues e Céu Guarda.

Os links para as conferências online estarão acessíveis previamente através do portal https://fotografiaeterritorio.ceft.pt/

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Fotografia e Território, em Tomar

Curso de Fotografia – presencial

Tem início no próximo dia 28 um novo Curso de Iniciação à Fotografia. Com aulas às segundas e quartas feiras em horário pós-laboral, possuindo uma componente técnica cujo objetivo é o manusear em pleno a própria máquina, dominando a medição de luz e as diferentes funções técnicas, o curso possui também uma vertente estética bastante significativa, levando-nos a pensar nas imagens que vemos e no porquê de serem boas ou más, discutindo-se a composição e a transmissão de ideias, sempre com o apoio de outras artes visuais, seja a fotografia, a pintura ou a instalação. Mas neste Curso abordamos igualmente a medição de luz, a escolha do ISO e do WB, os enquadramentos, etc.

Acresce ainda que todos os trabalhos dos nossos alunos são analizados e discutidos, sendo também tarefa dos alunos aprender a selecionar as imagens que apresentam durante o curso, e claro, para além do curso.

Mais informações em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias | Comentários Desativados em Curso de Fotografia – presencial

Em Coimbra, Nós Europeus

Fotografia de Rodrigo Cabrita

Abriu em Coimbra e estende-se até 5 de setembro está patente ao público Nós Europeus, uma exposição coletiva que reúne diversos fotógrafos nacionais. A exposição, apresentada na Galeria Pedro Olayo no Convento de S. Francisco, foi produzida no âmbito do semestre da presidência portuguesa da União Europeia e tem curadoria de Luís Vasconcelos. Pode ser visitada todos os dias entre as 15 e as 20 horas.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Em Coimbra, Nós Europeus

Fotografia a preto e branco em Miraflor

Na quarta-feira, dia 14, no MIRA FORUM, no Porto, abrem duas exposições | projeções de fotografia a preto e branco.
 
No número 149, o ecrã será preenchido com o trabalho HOPE do fotógrafo Alfredo Cunha, projeto elaborado a convite da Presidência Portuguesa do Conselho da UE. Este trabalho pretende retratar a situação social de Portugal, dando a ver a realidade do país desde a década 70 até aos nossos dias.
 
No número 155, é o Grande Porto que é apresentado através de mais de 300 fotografias que foram publicadas pelos membros do grupo Porto Photography, um grupo que existe desde o início do facebook e que agrega cerca de 24 000 membros.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Fotografia a preto e branco em Miraflor

Pequenos formatos

No próximo sábado, dia 17, pelas 10 horas, inaugura no Espaço Q – Quadras Soltas, no Porto, a exposição Pequenos formatos Ma Non Troppo. A exposição estará patente ao público até 6 de maio próximo, de terça a sábado, das 10 às 18 horas.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Pequenos formatos

Retoma de atividades

A APAF prevê retomar todas as suas ações de formação presenciais a partir do próximo dia 19 de abril. Como ao nível dos Cursos de Iniciação temos uma situação heterogénea com grupos de trabalho a terminar os respetivos cursos, faltando 1, 2 ou 3 aulas para o final, terminaremos primeiro estes cursos, incluindo neles uma aula de revisão.

Nos Cursos que estão no seu início e que tiveram um máximo de 3 aulas, retomaremos os cursos começando a matéria pelo seu início, juntando eventualmente novos alunos que estão em lista de espera.

Quanto ao curso Avançado e Profissional as aulas retomarão o seu curso normal no último fim de semana de abril.

Publicado em Formação APAF, Notícias | Comentários Desativados em Retoma de atividades

Retificação

A APAF recebeu um esclarecimento por parte da Fundação D. Luís I, em Cascais, sobre o artigo que ontem publicámos. Ao contrário do que escrevemos a produção da exposição Vivian Maier – street photographer não é da Terra Esplêndida, mas antes da própria Fundação D. Luís I, sendo sim a divulgação uma colaboração entre a Terra Esplêndida e da Fundação D. Luís I. Aqui fica a retificação com o pedido de desculpas aos visados.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Retificação

Vivian Maier – street photography, em Cascais

Fotografia Vivian Maier

Até 16 de maio pode ver no Centro Cultural de Cascais a exposição Vivian Maier – Street Photographer, uma co-organização da Fundação D. Luís I e da Câmara Municipal de Cascais, no âmbito da programação do Bairro dos Museus.

Descrita pelo fotógrafo Joel Meyerowitz como dona de “uma sensibilidade especial para captar o momento, para detetar o rasgo de um gesto, para a micro expressão de um rosto“, a norte-americana Vivian Maier (1926-2009), ama de profissão, revela-nos o seu mundo enquanto fotógrafa dotada de um sentido de harmonia e de composição notáveis, que se expressam nos enquadramentos, na relação com o espaço fotográfico e no uso da cor e onde é visível a sua grande cultura visual.

São 135 trabalhos agora apresentados em Cascais, realizados de 1953 a 1984, entre fotografias e vídeos, onde é visível a sua vontade de documentar e interpretar o mundo ao seu redor, em imagens caracterizadoras da América urbana da segunda metade do século XX, mas também da sua visão sobre as relações entre as pessoas que compunham o seu mundo. A sua vida, dividida entre a Europa e os EUA antes de 1951 reflete-se nas suas imagens, com algumas influências de uma fotografia humanista do pós-guerra, justificado pelo facto de tendo nascido em Nova Iorque, filha de pai austríaco e mãe francesa, ter vivido grande parte da sua juventude em França, onde de resto começou a fotografar. O resultado é uma obra impressionante que compreende mais de 100 mil imagens, descobertas em 2007 quando o historiador, fotógrafo e realizador de cinema John Maloof, comprou em leilão milhares de negativos, diapositivos e fotografias impressas. A este propósito, a Fundação D. Luís I refere que “o que torna Vivian Maier única é que as suas fotografias não foram feitas por encomenda, nem com o intuito de serem expostas ou publicadas em busca de reconhecimento artístico ou retorno financeiro”.

A lógica expositiva está bem concebida e permite-nos compreender melhor a sua obra, sendo disso exemplo a secção de “retratos”, expressão de uma época, onde algumas das imagens apresentadas nos parecem interrogar sobre quem somos. Juntemos-lhes ainda o seu notável caráter documental que nos informa da cidade, do modo de vida ou do vestir. Algo que também está presente nas “cenas de rua”, capazes de traduzir o ambiente das ruas de Chicago ou Nova Iorque através de uma modernidade na composição que é de referenciar, assim como da capacidade de registar momentos que muitas vezes nos escapam.

Fotografia Vivian Maier

A exposição encontra-se dividida em 6 temas, entre os quais a separação é difusa. “Cenas de rua”, é o tema que abre a exposição, sendo evidente uma sensibilidade para a coreografia natural dos intervenientes, onde está presente a influência da fotografia humanista francesa,  com especial destaque para Doisneau e Cartier-Bresson. São imagens diretas, de grande objetividade nos enquadramentos, dispensando excessos de informação que poderiam perturbar a atenção sobre o assunto principal e que nos conseguem transmitir o ambientes vividos.

“Infância” é outra das secções, sendo notória a sua sensibilidade para com as crianças e para a linguagem corporal a elas inerente.  “Retratos”, outra das secções presente, obriga-nos a reparar numa notória diferente abordagem em função da classe social, conseguindo um registo que vai para além das características físicas e entrando numa abordagem da personalidade, por vezes mordaz e confrontacional.

Se há secção que impressiona pela originalidade é a de “autoretratos”, onde ressalta a forma como Vivian Maier centra em si a atenção do visitante, numa aparente contradição com a sua descrição enquanto fotógrafa, e que os analistas da sua obra classificam como uma tentativa de se encontrar a si própria. É a secção mais desconcertante mas também das mais sedutoras, onde Maier faz uso da sua imagem refletida em diferentes superfícies, ou ocupando um lugar discreto, mas da qual não podemos prescindir no todo de cada imagem.

Fotografia Vivian Maier

Interessante é a secção de “cor”, onde é mais notória a falta de enquadramento histórico da exposição, a fim de relacionar o uso da cor com o lado lúdico do seu uso, reflexo de um dado momento histórico e social, sendo de sublinhar o seu olhar singular, livre e lúdico, quase que a divertir-se com o real, por vezes dotado de um certo sentido de humor;

Por fim a secção  “formalismo”, sendo que esta última classificação é merecedora de algumas considerações. Ainda que seja verdade que é a classificação temporal correta para as imagens apresentadas, e cujos conceitos teóricos se situam na década de sessenta, onde as imagens gráficas estiveram na moda, a sua génese remonta às primeiras décadas do século XX e isso é evidente nas imagens apresentadas. Se em algumas das imagens, logo nas primeiras desta secção, é evidente a força dos elementos formais (a forma e a estrutura), numa década

outras apresentam-se mais próximas da chamada “nova objetividade”, ocorrida anos antes. Ainda que a “nova objetividade” seja dada por finda na década de trinta, o uso dos planos picados, dos elementos que sublinham a forma, ou o uso de diferentes distâncias focais consoante a cena a fotografar são evidentes, como são igualmente evidentes algumas aproximações a Walker Evans noutras secções. São, no entanto, estas questões que enriquecem esta exposição, motivando o debate e a reflexão.

O trabalho de Vivian Maier foi tema de um documentário, À Procura de Vivan Maier (2013), de John Maloof e Charlie Siskel, nomeado para um Óscar. Mais informações sobre a sua atividade podem também ser vistas aqui. Ainda que a exposição não tenha um enquadramento histórico que a valorizava, ou uma folha de sala que mitigasse essa lacuna, a Fundação D. Luís I produziu uma série de episódios, bem feita e objetiva, que funciona bem pedagogicamente que pode ser vista aqui.

Por último de referir a impecável impressão laboratorial da apresentação. A exposição tem curadoria de Anne Morin e produção da Terra Esplêndida, uma produção irrepreensível, mas com um modelo expositivo que se repete em Cascais. A não perder, até 16 de maio. António Lopes

Publicado em Crítica, Notícias | Comentários Desativados em Vivian Maier – street photography, em Cascais

A fotografia de Manuel de Oliveira

A Fundação de Serralves disponibilizou o registo de uma das suas sessões do Ciclo Conversas com Serralves: A propósito da produção fotográfica de Manuel de Oliveira, realizada em fevereiro passado. A conversa, agora disponibilizada, teve a participação de Emília Tavares, conservadora e curadora para a área da Fotografia e Novos Media no Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, e António Preto, diretor da Casa do Cinema Manoel de Oliveira.

A produção fotográfica de Manoel de Oliveira abre novas perspetivas sobre o seu cinema, aqui se abordando o posicionamento de Oliveira em relação ao salonismo, à sua prática experimentalista e à relação da fotografia com o meio artístico da época. Serralves lembra-nos o importante papel da fotografia no percurso de Manuel de Oliveira pelo desenvolvimento de uma linguagem visual própria, ao mesmo tempo que convida à reavaliação crítica do papel dos fotógrafos amadores e dos salões de fotografia no debate e na circulação internacional de ideias e processos fotográficos.

Com imagens que identificamos com o surrealismo, com o construtivismo ou com outros movimentos, reflexos de uma procura constante, esta conversa permite-nos não só compreender a sua obra, o seu trabalho de luz e a fotografia da época. Uma excelente abordagem à História da Fotografia portuguesa. Para ver aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em A fotografia de Manuel de Oliveira

Na ZDB, em Lisboa

Até 5 de junho na Galeria Zé-dos-bois, em Lisboa, é apresentada a exposição All-U-Need, produzida a partir das imagens de arquivo de Patrícia Almeida, pela pesquisa e seleção dos curadores David Guéniot e Natxo Checa, que seleccionaram os dois conjuntos de peças agora apresentados. Num deles é apresentada uma série de fotografias representativa de um universo quotidiano português, segundo informação da galeria, um trabalho encomendado pelo IEFP no ano de 2008, que reflete o contexto sócio-profissional de cinco centros de formação. No outro, a partir de um sonho transcrito num dos seus cadernos de trabalho é selecionado um conjunto de imagens realizadas por Patrícia Almeida ao longo de vinte anos.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Na ZDB, em Lisboa

Loreto de Luísa Ferreira no Barreiro

Fotografia Luísa Ferreira, da série Loreto

No Barreiro, até 18 de abril, está patente ao público a exposição Loreto, da fotógrafa Luísa Ferreira. A exposição é apresentada na Galeria Branca do Auditório Augusto Cabrita.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Loreto de Luísa Ferreira no Barreiro

Jorge Molder em Serralves

Jorge Molder

Abriu esta semana, na Biblioteca da Fundação de Serralves, no Porto, a exposição Jorge Molder: Obras da Coleção de Serralves. A exposição reúne uma seleção de obras de Jorge Molder existentes no acervo da Fundação de Serralves. Diz-nos a informação de apresentação que “ao longo da sua longa carreira, iniciada na década de 1970, Jorge Molder tem desenvolvido uma extensa obra fotográfica fundamentada, maioritariamente, na autorrepresentação. Em grande parte das suas séries, Molder autofotografa-se (rosto, mãos, corpo inteiro), criando duplos, representando-se a si próprio na pele de outros e sugerindo aparentes narrativas“. A exposição é complementada com um conjunto de referências bibliográficas, assim como alguns dos seus livros e catálogos de exposições.

 
Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Jorge Molder em Serralves

Conversas em Serralves


A Fundação de Serralves promove uma conversa online tendo por tema “O papel emergente das artes na transição digital verde – o caso de Portugal: como a colaboração de empreendedores, ciência, tecnologia e artes é crucial para as economias e sociedades contemporâneas”. Esta conversa insere-se no novo ciclo de conversas intitulado SERRALVES S+T+ARTS TALKS, que decorrerá no dia 14 de abril às 18H00.

Esta iniciativa tem por objetivo estimular o interesse e o conhecimento pela arte contemporânea, discutindo o papel emergente das artes na promoção e implementação da transição digital verde. Serão abordados estudos de caso em Portugal, no contexto da atual presidência da UE, e serão estabelecidas ligações aos Pólos Europeus de Inovação Digital assim como referidos possíveis contributos de organizações nacionais para esta transformação.

Segundo a informação da Fundação de Serralves esta conversa terá como intervenientes o Secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, a Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves, Ana Pinho, o perito sénior na Comissão Europeia, Ralph Dum, a eurodeputada Eva Kaili e o artista Leonel Moura. O debate será moderado por Luis Miguel Girão, especialista em processos de interação de arte, ciência e tecnologia.

Acesso gratuito, com inscrição obrigatória através deste link.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Conversas em Serralves

Em Almada

Em Almada, agora até 23 de maio e aberta de terça a sábado, reabriu a exposição Almada: Um Território em Seis Ecologias, uma exposição que não é exclusivamente de fotografia, mas onde a fotografia está presente enquanto instrumento de trabalho. Podendo ser uma fonte de inspiração para projetos fotográficos, a exposição, que é apresentada no Museu de Almada – Casa da Cidade, na Cova da Piedade, propõe-nos uma visão abrangente e integradora do território do concelho. A curadoria é de Luís Santiago Batista e Paula Melâneo. Mais informações aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Em Almada

Hint Fashion Magazine – Edward Curtis

Edward Curtis, Cheyenne, c. 1900

O nosso amigo João Barrinha partilhou no facebook uma edição da Hint Fashion Magazine que nos mostra o trabalho de Edward Curtis. Ainda que esta edição seja de 2017 é sempre bom ver grandes retratos de um grande fotógrafo, que mais do que retratos nos deixou um conjunto documental de grande valor. As imagens subordinadas aos conceitos sociais da época, não deixam de ser momentos de grande força, beleza e rigorosa execução técnica. Para ver aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Hint Fashion Magazine – Edward Curtis

Instantes – Festival Internacional de Fotografia de Avintes

Anuncia-se para o período de 30 de abril a 30 de maio o Festival Instantes, reunindo fotógrafos de Portugal, Espanha, Estónia, Finlândia, Marrocos, Grécia, Arménia, Cabo Verde e Austrália.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Instantes – Festival Internacional de Fotografia de Avintes

Luxemburg Art Prize

Estão abertas as candidaturas ao Luxemburg Art Prize, um certame artístico nas áreas do desenho, gravura, instalação, pintura, fotografia, escultura, técnicas mistas e artes decorativas. Os prémios variam entre os 50 000 euros e os 10 000 sendo a candidatura feita através de um dossier especificado no regulamento, que pode ser visto aqui ou aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Luxemburg Art Prize

Hermano Noronha

Aqui deixamos uma interessante entrevista ao fotógrafo Hermano Noronha, na revista Al-tiba 9 Contemporary Art, onde o fotógrafo nos traça o seu percurso, nos fala dos seus trabalhos e partilha com os leitores as suas opiniões sobre o ato de fotografar, assim como os seus projetos para o futuro. Para ler aqui.

Hermano Noronha, #75 da série Aveirense, 2014
Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Hermano Noronha

Fotografia e território – Webminar

Decorre no próximo dia 7, entre as 18 e as 19.30 horas, um webminar subordinado ao trema “A fotografia enquanto processo de conhecimento do território”. Mais informações aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Fotografia e território – Webminar

Jogos de guerra

Fotografia de Natália Kepesz, da série Niewybuch

O suplemento P3 do Público publicou um trabalho fotográfico de Natália Kepesz, tendo como tema as escolas militares para crianças, atualmente muito na moda na Polónia. O trabalho desta fotógrafa, cuja série se denomina Niewybuch, está entre os trabalhos selecionados para a próxima edição do Word Press Photo, contendo uma interessante reflexão sobre o tema. O texto do P3 é de Ana Marques Maia e pode ser visto aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Jogos de guerra

Retoma da formação presencial

A APAF prevê retomar todas as suas ações de formação presenciais a partir do próximo dia 19 de abril. Depende, no entanto, do evoluir da pandemia e das normas emanadas da Direção Geral de Saúde. Esta retoma será gradual, pelo que a partir do final da próxima semana começaremos a enviar informação a cada turma que neste momento esteja suspensa, com datas e conteúdos a lecionar.

A formação on-line continuará, agora adaptada à nova realidade. Também a partir da próxima semana esperamos que a gradual retoma das atividades artísticas no país seja efetiva e que a nossa página possa refletir essa retoma.

Publicado em Formação APAF, Notícias | Comentários Desativados em Retoma da formação presencial

Arte, Museus e Culturas Digitais

Decorre a 22 de outubro próximo um webminar tendo como tema “Arte, Museus e Culturas Digitais”, uma colaboração entre o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA  de Lisboa, no âmbito do seu cluster Arte, Museus e Culturas Digitais. Pretende-se proporcionar um espaço de discussão de temas e projectos actuais relativos ao cruzamento entre as artes. práticas e a esfera institucional, com particular destaque nos museus de arte e na forma como as tecnologias digitais têm contribuído para a criação de novos territórios e estimulado diferentes inovações na produção artística, nas práticas curatoriais e nos espaços museológicos. A informação é vasta e as iniciativas são várias, pelo que aconselhamos a consultar informação adicional aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Arte, Museus e Culturas Digitais

PhotoEspaña – leitura de portfólios

Até 29 de abril estão abertas as inscrições para a leitura de portfólios, integrada na PhotoEspaña, e que decorre presencialmente (opção on-line já encerrada). A sessão de leitura decorre no Centro de Arte de Alcobendas, um dos locais onde decorrem outras iniciativas, a 16 e 17 de setembro próximos.

Para aqueles menos familiarizados com este tipo de iniciativas é uma oportunidade de, com a presença de curadores e críticos de fotografia apresentar e discutir os seus trabalhos, e ainda de procurar a orientação dos projetos. Entre estes, destaque para a presença de Virgílio Ferreira, sendo selecionados um conjunto de 60 projetos. Mais informações aqui.


Publicado em Notícias | Comentários Desativados em PhotoEspaña – leitura de portfólios

Conversa sobre um projeto de fotografia

Hoje, pelas 21.30 h. o MEF – Movimento de Expressão Fotográfica apresenta Este espaço que habito, um projeto que trabalha com jovens em cumprimento de medida tutelar de internamento e realizado em seis Centros Educativos do país. A participação via zoom é vista aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Conversa sobre um projeto de fotografia

3ª Bienal de Arte de Vila Nova de Fânzeres – concurso de fotografia

Sob a temática do Património vai decorrer a 3.ª Bienal de Arte da Vila de Fânzeres, promovida pela Argo – Associação Artística de Gondomar e pela Junta de Freguesia de Fânzeres e São Pedro da Cova.


Os interessados poderão aceder ao Regulamento e Ficha de Inscrição, e enviar os respetivos trabalhos até 25 de junho 2021, para concursos@fanzeres-saopedrodacova.pt.
Chamamos à atenção do ponto 9 do Regulamento.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em 3ª Bienal de Arte de Vila Nova de Fânzeres – concurso de fotografia

Prémio de Fotografia Cais/Novo Banco

Profissões é o tema do Concurso de Forografia Reflex – Cais/Novo Banco. Esta é a 14ª edição deste Prémio, podendo o tema abranger quer registos documentais, quer as mutações ocorridas mais recentemente e decorrentes da pandemia de COVID 19. Cada participante pode apresentar um máximo de 3 imagens onde os direitos de autor e de imagem sejam detidos por si. A receção dos trabalhos, aberta desde dezembro de 2020, decorre até 15 de abril de 2021. O regulamento pode ser visto aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Prémio de Fotografia Cais/Novo Banco

Photobook Club do Porto

O Photobook Club do Porto vai fazer uma apresentação a partir do livro LANDSCAPES WITHOUT MEMORY do fotógrafo catalão Joan Fontcuberta. A sessão vai ser coordenada por Renato Roque. Propõe-se a organização a falar do livro e de algumas das questões que o contemporâneo coloca à fotografia. Promete-se discussão e polémica que tanta falta faz…https://videoconf-colibri.zoom.us/j/88166189891… Password: 251703

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Photobook Club do Porto

Conversas ao pé da porta

Um conjunto de conversas que interessam a todos os que têm a arte por território comum. Em muitos casos inspiradoras de projetos em fotografia. A primeira ocorre já no próximo dia 22. Vale a pena ver aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Conversas ao pé da porta

Um postal para uma mulher

Fotografia de Luís Rocha

Recebemos a notícia da programação de um dos workshops mais interessantes e originais que vimos nos últimos tempos. O MEF – Movimento de Expressão Fotográfica associou-se ao Festival Instantes e irá promover o Workshop fotográfico documental “Um Postal para Uma Mulher” que pretende construir uma imagem que revele o que há por trás de diferentes personalidades femininas. O desafio passa por um discurso documental e fotográfico sobre a mulher, que pode ser autobiográfico, ser sobre a mãe, filha, avó, vizinha, companheira, amiga ou simplesmente sobre a mulher.  Ver mais aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em Um postal para uma mulher

1 minuto para muitas imagens

No âmbito do SOLE – Serralves Online Experience, a Fundação de Serralves dá início à rubrica #1MinutoParaMuitasImagens, uma série de ensaios vídeo, de muito curta duração, sobre a obra do cineasta de Manoel de Oliveira.

No episódio introdutório, António Preto, diretor da Casa do Cinema Manoel de Oliveira, explica-nos a urgência desta emersão no universo fílmico de Oliveira partindo do próprio título da rubrica. O título #1MinutoParaMuitasImagens é uma evocação da série que Agnès Varda criou em 1983 (“Une minute pour une image”) e que, ao longo de 14 anos e mais de 170 episódios, foi pretexto para pensar a fotografia através de um contacto direto com as imagens.

Para ver mais aqui.

Publicado em Notícias | Comentários Desativados em 1 minuto para muitas imagens