Mariano Piçarra na BN

captura-de-tela-2016-11-29-as-19-06-33

Até 21 de janeiro próximo, Mariano Piçarra apresenta na Biblioteca Nacional a exposição Reverso, o Mesmo e o Outro, um conjunto de 34 imagens inspiradas nos textos de José Marinho (1904-75). A exposição está patente ao público de segunda a sexta feira das 9.30 às 19.30 e ao sábado das 9.30 às 17.30. Dias 12 de dezembro e 10 de janeiro estão previstas visitas guiadas pelo autor.

Publicado em Notícias

Joana Garrido na STET

captura-de-tela-2016-11-29-as-18-48-12

Na próxima sexta feira, dia 2, Joana Garrido apresenta na STET – livros e fotografias o seu livro. A apresentação é às 18.30 e a STET fica na Rua do Norte 14 – 1º, ao Camões, em Lisboa.

Publicado em Notícias

A fototeca da Câmara Municipal de Lagos

captura-de-tela-2016-11-29-as-18-25-08

A Câmara Municipal de Lagos tem vindo a recuperar a memória da cidade através da sua fototeca, que aconselhamos vivamente a visitar. Não são só as praças e as ruas, os barcos e os hábitos urbanos, mas igualmente a riqueza histórica e cultural da cidade. Para ver em http://delagos.pt/fototeca/index.php/Antigas

 

Publicado em Notícias

Escolas de Fotografia

Captura de tela 2016-08-05 às 18.39.53

No âmbito do Mês da Fotografia do Barreiro decorreu no fim de semana passado um encontro no Auditório Augusto Cabrita, naquela cidade. O tema era o ensino da fotografia e estiveram presentes sete escolas: ArCo, APAF, Universidade Lusófona, IADE, Politécnico de Tomar, MEF e Cenjor. Para além da intervenção das escolas existiu a possibilidade de dialogar com o público presente, levantando questões e refletindo sobre elas, num contributo frutuoso para todos os presentes. A moderação foi de Arlindo Pinto.

Publicado em Notícias

A riqueza do espólio do Arquivo Fotográfico de Lisboa

captura-de-tela-2016-11-28-as-12-02-08

Um interessante artigo de Sérgio B. Gomes foi publicado hoje no jornal Público a propósito do espólio do Arquivo Fotográfico de Lisboa. As imagens, cerca de 3800 de negativos em vidro e inúmeras provas em papel, datadas entre 1898 e 1908, representam um levantamento exaustivo da cidade. Sabe-se hoje que nos arquivos consta um requerimento datado de 20 de julho de 1898 para que se fotografassem os prédios da cidade e onde se juntava uma preocupação estatística com uma também intenção de registo documental. E o artigo de Sérgio B. Gomes conta-nos como tudo começou assim como os nomes mais diretamente ligados a este espólio. “Em 1898 Arthur Júlio Machado e José Candido d’Assumpção e Souza trabalhavam na Câmara como desenhadores no Serviço Geral de Obras. A sua primeira intenção terá sido utilizar o registo fotográfico como uma ferramenta utilitária, que ajudasse a indexar o parque urbanístico de Lisboa e que orientasse os que decidiam as profundas transformações da cidade nessa viragem de século (abertura de novas ruas e avenidas, novas zonas residenciais). Ao mesmo tempo, a fotografia foi encarada como o melhor suporte iconográfico para preservar a memória do edificado que ia sendo destruído para dar lugar a novas construções. Quando submeteram o requerimento para aprovação, a 20 de Julho de 1898, os dois desenhadores lembraram que sua ideia não era nova e lamentaram que outro projecto semelhante, iniciado em 1871, tivesse sido interrompido. A isto juntou-se um arquitecto-chefe da câmara, José Luís Monteiro (1848-1942), que apadrinhou logo a ideia e um chefe de Arquivo (também olisipógrafo), Eduardo Freire de Oliveira (1841-1916), com um claro interesse pela construção de memória visual da cidade”. Para ler em https://www.publico.pt/2016/11/27/culturaipsilon/noticia/o-que-o-meu-avo-era-fotografo-1752710

captura-de-tela-2016-11-28-as-12-03-26

 

Publicado em Uncategorized

Curso de Iniciação à Fotografia

captura-de-tela-2016-09-08-as-16-59-01

Tem início amanhã, em horário pós-laboral, um novo Curso de Fotografia. Com este Curso pretende-se que os alunos dominem as potencialidades da sua máquina e conheçam a fotografia enquanto forma de expressão artística. Da matéria a lecionar destaca-se a máquina e os seus comandos, a medição de luz e os efeitos decorrentes da profundidade de campo, congelamento/arrastamento, panorâmicas, escolha de sensibilidades e ISO adequados a cada situação. Pretende-se que os alunos se sintam à vontade a trabalhar com a sua máquina em quaisquer situações, seja de dia ou de noite, com luz natural ou flash. Mais informações em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

Labore, de Luís Ovídio

captura-de-tela-2016-11-22-as-16-22-38

Está a ter muito boa aceitação a exposição Labore – com sabedoria, força e beleza, da autoria de Luís Ovídio, nosso antigo aluno. A exposição, integrada no Mês da Fotografia ImaginArte Almada, decorre no Convento dos Capuchos, na Costa da Caparica. Esta exposição pretende fazer um contraponto entre o trabalho manual do trabalho da pedra e o trabalho num bloco operatório, ambos dotados de rigor e de métodos onde por vezes vemos algumas semelhanças.

Publicado em Notícias

Em Almada, na Casa da Cerca

captura-de-tela-2016-11-22-as-16-07-12

No próximo sábado, a organização do Mês da Fotografia ImaginArte Almada 2016 leva a efeito o encontro Fotografar a Natureza toda, que terá lugar no Auditório da Casa da Cerca, pelas 15 horas. O Encontro conta com a presença de Carlos Marques da Silva (Paleontólogo), Luís Quinta e Pedro Narra (Fotógrafos da Natureza), tendo Fernando Reis como moderador.

Publicado em Notícias

Belfast Photo Festival

captura-de-tela-2016-11-22-as-15-57-19

O Belfast Photo Festival está a aceitar candidaturas de portfólios, que inclui um prémio de 1000 libras ao portfólio vencedor. Os portfólios, com 10 imagens, são analizados por um júri ligado à imprensa fotográfica e curadores de diversas instituições. Para ver em http://www.belfastphotofestival.com/submission-information

Publicado em Notícias

A impressão de fotolivros

captura-de-tela-2016-11-22-as-15-50-52

No âmbito da 7ª Feira do Livro de Fotografia, no próximo sábado, às 16 horas, ocorrerá um colóquio sobre a impressão de fotolivros em pequena quantidade. A conversa, com Joel Isaac da Gráfica 99 – Gabinete de Artes Gráficas, propõe partilhar a sua experiência como responsável de produção editorial, aconselhando algumas soluções adaptadas aos projetos de fotolivros. Entre outros assuntos destacamos os vários tipos de papel e os vários tipos, o fluxo de trabalho, a encadernação, etc.

 

Publicado em Notícias

Time out of time

captura-de-tela-2016-11-17-as-15-58-06

Sexta feira, dia 25, às 21.30, no Centro Cultural de Cascais, inaugura Time out of time, de António Lopes. O press-release dá-nos uma ideia da exposição, centrada na dúvida criada em torno do tempo, colocando em causa aquilo que os nossos olhos vêm, mas que o nosso cérebro reporta para outra época, motivado por preconceito, pela luz ou por referências visuais.

Diz-nos o texto de apresentação que “em Time, out of time não se procurou ocultar o tempo, antes pelo contrário. Não se buscou a atemporalidade nem a intemporalidade, mas antes sublinhar o momento, como de um tempo simbólico se tratasse, ainda que suportado pelo seu lado físico, onde a materialidade dos espaços o sublinha, onde a espessura desse tempo nos conduz a um distanciamento temporal, mesmo que seja fruto de um preconceito cultural e visual.

Por isso cada imagem retrata um momento “fora do tempo”, um tempo transportado para outro tempo, potenciador da dúvida. As imagens pretendem constituir uma prova de que é possível aprisionar o tempo passado e traze-lo para o tempo atual, causando a hesitação de quem observa o momento sobre o papel fotográfico.

Quando o tempo e o espaço se tornam ambíguos surge a interrogação sobre se o nosso tempo é o momento que estamos a viver ou aquele que visualizamos e de como situamos aquele espaço no tempo, onde espaço e tempo se autonomizam das suas funções primordiais e aparecem num tempo fora do seu tempo“.

Publicado em Notícias

Frank Herfort na Lens Culture

captura-de-tela-2016-11-22-as-14-26-24

Frank Herfort, Holiday, 2007

A Lens Culture publicou o trabalho Imperial Pomp de Frank Herfort, fotografo alemão, que tem explorado visualmente alguns cenários da Rússia. Sugerimos, pela modernidade das propostas, uma visita a https://www.lensculture.com/articles/frank-herfort-imperial-pomp?utm_source=fb-social&utm_medium=social&utm_content=ART-60&utm_campaign=EA17-ART&utm_term=EA17#slide-20

Publicado em Notícias

Elton John e a sua coleção de fotografia

captura-de-tela-2016-11-22-as-14-06-18

Para queira ver a notável coleção de fotografia de Elton John, com mais de 8000 imagens e iniciada em 1990, muitas fazendo parte de frequentes exposições em diversos museus e galerias, sugerimos o vídeo onde o conhecido músico nos fala da sua coleção e nos fala do porquê desta sua paixão. Algumas destas imagens estão atualmente em exposição na Tate Modern de Londres, até 7 de maio, com o título The Radical Eye. Para ver em http://petapixel.com/2016/11/19/look-inside-elton-johns-world-class-photo-collection/

Publicado em Notícias

Paris Photo

captura-de-tela-2016-11-22-as-13-46-54

Para quem não teve a possibilidade de ir à edição da Paris Photo deste ano, pelo menos pode ficar com a visita virtual. Em http://www.parisphoto.com/fr/paris/visite-virtuelle-2016

Publicado em Notícias

Em Elvas

captura-de-tela-2016-11-22-as-13-19-35

Em Elvas, no Museu de Arte Contemporânea, Augusto Alves da Silva expõe Cristal Clear até 16 de abril do próximo ano.

A curadoria desta exposição é de Carlos Vargas que nos refere alguns aspetos elucidativos sobre o trabalho exposto e que surge na sequência de outros realizados anteriormente. É Carlos Vargas que nos refere no texto de apresentação que “a avaliação subjectiva da solidão é um campo operativo que a obra de Augusto Alves da Silva tem vindo a explorar, ao longo dos anos”, apresentando-se a exposição de Elvas como um momento de exploração da “(in)visibilidade de tantas formas de solidão” e como um desafio ao olhar num “campo de propostas em que a subjetividade de cada um é testada sem pudor”.

Publicado em Notícias

A propósito da 7ª Feira do Livro de Fotografia

captura-de-tela-2016-11-22-as-13-13-28

O blogue Fascínio da Fotografia traz hoje uma interessante entrevista com Fabrice Ziegler, um dos responsáveis pela 7ª Feira do Livro de Fotografia. Para além de se historiar o percurso da iniciativa, existem conselhos e chamadas de atenção para as quais sugerimos alguma reflexão. São bons conselhos, numa boa e oportuna entrevista. Aconselhamos a sua leitura. Em https://fasciniodafotografia.wordpress.com/2016/11/22/a-paixao-pelo-livro-de-fotografia-entrevista-a-fabrice-ziegler-coordenador-da-feira-do-livro-de-fotografia-de-lisboa/

Publicado em Notícias

Na Barbado Gallery, em Lisboa

captura-de-tela-2016-11-21-as-16-11-15

A Barbado Gallery inaugura no próximo dia, 30 pelas 21 horas, a exposição Roger Ballen – the theater of apparitions. Diz-nos o press release que The Theater of Apparitions é o novo trabalho de Roger Ballen (Nova Iorque, 1950).

Com uma carreira de quatro décadas, Roger Ballen é conhecido pela força psicológica das suas imagens, que existem num espaço entre a pintura, o desenho, a instalação e a fotografia. Este “teatro de aparições” representa simultaneamente um afastamento da sua produção anterior e o culminar da sua estética ímpar ligando o processo de criação da imagem e a performance.

Divididos em sete capítulos ou “actos”, estas imagens “Ballenescas” levam o observador  a uma viagem profunda ao subconsciente. Inspirado por desenhos feitos a dedo numa prisão feminina abandonada, Ballen começou a sua experimentação com a aplicação de tintas de spray em vidro. Posteriormente retira a tinta, desenhando com as mãos ou com objectos afiados permitindo assim a passagem da luz natural. Os resultados sugerem pinturas das cavernas pré-históricas: o vidro – espaço escuro e sem dimensão – é a tela na qual Ballen rasga os seus pensamentos e emoções.  Caras fossilizadas e pedaços de corpos desmembrados convivem inquietantemente com sombras vaporosas e fantasmagóricas – estas imagens têm a capacidade de chocar, inspirar, divertir ,e porque não, absorver o observador. Intemporal e inovador, terreno e alienígeno, físico e espiritual, o seu trabalho transcende todos os conceitos tradicionais da fotografia.

Publicado em Notícias

No Arquivo Fotográfico de Lisboa

captura-de-tela-2016-11-21-as-16-02-35

No Arquivo Fotográfico de Lisboa está patente a exposição Lisboa – uma grande surpresa, integrada num conjunto de inicitivas que vale a pena dar atenção. São conferências, workshops, oficinas fotográficas, etc. na quarta feira decorrerá uma Oficina de Fotografia, às 14 horas.

Publicado em Notícias

Curso de Iniciação à Fotogrtafia

captura-de-tela-2016-09-08-as-16-59-01

Tem início na próxima quarta feira, em horário pós-laboral, um novo Curso de Fotografia. Com este Curso pretende-se que os alunos dominem as potencialidades da sua máquina e conheçam a fotografia enquanto forma de expressão artística. Da matéria a lecionar destaca-se a máquina e os seus comandos, a medição de luz e os efeitos decorrentes da profundidade de campo, congelamento/arrastamento, panorâmicas, escolha de sensibilidades e ISO adequados a cada situação. Pretende-se que os alunos se sintam à vontade a trabalhar com a sua máquina em quaisquer situações, seja de dia ou de noite, com luz natural ou flash. Mais informações em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

Em Lisboa, livros e fotografias

captura-de-tela-2016-11-18-as-13-45-09

Decorre nos dias 25, 26 e 27 a 7ª Feira do Livro de Fotografia de Lisboa. Editores independentes, apresentação de maquetas de livros de autores, conversas e workshops com entrada livre são motivos para visitarmos o Arquivo Fotográfico de Lisboa. A não perder!

Publicado em Notícias

Em Serralves

captura-de-tela-2016-11-21-as-15-30-33

Inaugura no próximo dia 24, pelas 22 horas em Serralves a exposição Prémio Novo Banco Revelação 2016: Andreia Santana. A exposição estará patente ao público em Serralves até 12 de fevereiro.

Publicado em Uncategorized

Curso de Fotografia – nível iniciação

iniciaçao2013_site02

Com este Curso pretende-se que os alunos dominem as potencialidades da sua máquina e conheçam a fotografia enquanto forma de expressão artística. Por isso o Curso é constituído por aulas teóricas e práticas, havendo ainda lugar à realização de exercícios determinados segundo orientações específicas.

Da matéria a lecionar destaca-se a máquina e os seus comandos, a medição de luz e os efeitos decorrentes da profundidade de campo, congelamento/arrastamento, panorâmicas, escolha de sensibilidades e ISO adequados a cada situação. Pretende-se que os alunos se sintam à vontade a trabalhar com a sua máquina em quaisquer situações, seja de dia ou de noite, com luz natural ou flash.

É alicerce dos nossos cursos a criatividade e a motivação a transmitir aos alunos, entendidas como elementos chave no processo de aprendizagem. Não somos partidários de “dicas” e “receitas”, já que não há duas situações iguais na prática da fotografia. Defendemos antes a compreensão dos processos e, através desta, a resolução das situações que se enfrentam diariamente em fotografia.

Nesta ação de formação os formandos têm uma profunda abordagem à componente estética da fotografia. Não se falará só de fotografia, mas os alunos serão motivados a relacionarem a fotografia enquanto imagem com outras formas de expressão artística, visando uma mais completa educação do olhar, sendo por isso abordadas questões relacionadas com a história de arte, pintura e composição na fotografia, esta vista quer na sua componente mais clássica, pela abordagem de algumas regras, quer mais contemporânea, pela quebra dessas mesmas regras e pela análise e debate dos trabalhos de alguns fotógrafos. Mais informações em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

Em Vila Franca de Xira

captura-de-tela-2016-11-18-as-17-35-31

Domingo, dia 20, no âmbito da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira, existirão visitas guiadas às exposições curatoriais feitas pelos próprios autores. São os casos de José Maçãs de Carvalho, que às 15 horas, guiará a visita a Arquivo e Vestígio na Fábrica das Palavras, e de José Pedro Cortes, que às 16 horas fará a visita guiada à sua exposição Concreto Armado, presente no Clube Vilafranquense.

Publicado em Notícias

Em Cascais

captura-de-tela-2016-11-18-as-17-24-05

Em Cascais, no Centro Cultural de Cascais e no âmbito da programação do Bairro dos Museus, António Lopes, diretor pedagógico da APAF expõe Time out of Time a partir do próximo dia 25.

Publicado em Notícias

Roscommon Arts Centre Photography Award 2017

captura-de-tela-2016-11-18-as-17-19-14

Um Prémio de Fotografia Contemporânea ao qual se associa o nome de Martin Parr é sempre uma referência. Até 8 de dezembro, para ver em http://us1.campaign-archive2.com/?u=cbd0213240f77e62eb7e1b545&id=aa3d539ae2

Publicado em Notícias

Rita Barros em Nova Iorque

Microsoft Word - Document2

Rita Barros acaba de terminar a sua última exposição em Nova Iorque, numa coletiva que decorreu na Great Jones Stable Pop Up Gallery, e que juntou os nomes de Hanny Ahern, Stefan Bondell, Alex Katz, Benjamin Keating, Luigi Cazzaniga, Bettie, Martha Diamond e Ugo Rondinone. Os trabalhos expostos pretenderam mostrar ao público nova-iorquino um conjunto de olhares novos, que previlegiam o abstrato e a figuração no campo da escultura, da pintura e da fotografia. Tita Barros, por seu turno, apresentou Displacement2: On the roof, uma imagem que faz parte de uma série que tem por base a sua vivência sobre o mítico Chelsea Hotel e ainda um dos seus últimos livros de artista.

on-the-roof-accordion-book

Publicado em Notícias

Bienal de Vila Franca de Xira

captura-de-tela-2016-11-18-as-14-22-32

Inaugura amanhã, às 16 horas no Celeiro da Patriarcal, a exposição Prémio BF16 – Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira. Serão apresentados os trabalhos dos artistas finalistas Diana Rogagels, Diogo Bento, Hugo Ricardo Costa, Nuno Andrade, Nuno Barroso, Pedro Guimarães, Rodrigo Miragaia, Rui Dias Monteiro e Sara Rafael.

Publicado em Notícias

Casa das Sete Senhoras, de Tito Mouraz, em livro

captura-de-tela-2016-11-18-as-14-06-05

Vimos o projeto em Tibães e já percorreu diversos Festivais em vários países. A Casa das Sete Senhoras de Tito Mouraz acaba de ser editado pela Editora Dewi Lewis e é o culminar de uma ideia que demorou cerca de cinco aanos a meterializar-se. Hoje o Observador trás um interessante artigo de crítica que aconselhamos vivamente, enclarecendo-nos que “embora o título Casa das Sete Senhoras refira uma lenda nativa (como já se imagina, uma história de bruxas e bruxedos: sete irmãs que saíam à noite para fazer coisas de bruxa), não existe entre título e imagens qualquer pretensão ilustrativa, nem sequer uma relação rígida. Ainda que, como explica Nuno Crespo no posfácio, “Não [haja] ambições etnográficas nem documentais”, podemos tomá-lo como um cumprimento terno a uma visão do mundo em vias de desaparecer. Lembra-nos de que, sem que nos apercebamos, também o folclore e a tradição oral são uma paisagem em transformação, aliás, brevemente irreconhecível. Partindo de um interesse por «saber como era antes de mim», Mouraz trata-os como quaisquer outros elementos legítimos do ecossistema, justapondo sequências oníricas, paisagem e retratos, acentuando uma contiguidade entre sonhos, ficções, explicações, pessoas, animais, plantas, barulhos, fogo, fumo, pedra, terreno, cinza — ou antes a percepção de que todos estes elementos formam (pelo menos, aqui) uma totalidade holística”. Em http://observador.pt/2016/11/17/a-paisagem-do-mundo-e-a-de-tito-mouraz/

captura-de-tela-2016-11-18-as-14-18-01

Publicado em Notícias

Imagens que marcam a História

captura-de-tela-2016-11-18-as-13-55-46

Em 100 fotografias a Time visita a História da Fotografia e além de nos mostrar o que considera serem as mais influentes imagens, conta-nos as histórias que estão por detrás dessas imagens. Para ver em http://100photos.time.com/

Publicado em Notícias

Livros, Fotografias e Autores em Lisboa, dias 25, 26 e 27

captura-de-tela-2016-11-18-as-13-45-09

Decorre nos dias 25, 26 e 27 a 7ª Feira do Livro de Fotografia de Lisboa. Editores independentes, apresentação de maquetas de livros de autores, conversas e workshops com entrada livre são motivos para visitarmos o Arquivo Fotográfico de Lisboa. A não perder!

Publicado em Notícias

Curso de Fotografia

DSC_0076 cópia

Inicia na próxima semana uma nova turma no Curso de Iniciação à Fotografia. Realizado em horário pós-laboral, às  segundas e quartas feiras entre as 19.30 e as 21.30,  o curso aborda a máquina fotográfica, medição de luz, escolha de ISO e WB, ficheiros digitais e composição, entre muitas outras matérias. Dotado de aulas teóricas e práticas, o curso tem a duração de cerca de mês e meio e inclui igualmente exercícios teóricos e práticos. Para ver em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Uncategorized

Time out of time

captura-de-tela-2016-11-17-as-15-58-06

Inaugura no próximo dia 25 no Centro Cultural de Cascais/Fundação D. Luís I, a exposição Time out of time, de António Lopes.

Em Time, out of time não se procurou ocultar o tempo, antes pelo contrário. Não se buscou a atemporalidade nem a intemporalidade, mas antes sublinhar o momento, como de um tempo simbólico se tratasse, ainda que suportado pelo seu lado físico, onde a materialidade dos espaços o sublinha, onde a espessura desse tempo nos conduz a um distanciamento temporal, mesmo que seja fruto de um preconceito cultural e visual. Por isso cada imagem retrata um momento “fora do tempo”, um tempo transportado para outro tempo, potenciador da dúvida. As imagens pretendem constituir uma prova de que é possível aprisionar o tempo passado e traze-lo para o tempo atual, causando a hesitação de quem observa o momento sobre o papel fotográfico.

Publicado em Notícias

7ª Feira do Livro de Fotografia de Lisboa

captura-de-tela-2016-11-03-as-18-24-35

Dias 25, 26 e 27 de novembro decorre a 7ª Feira do Livro de Fotografia de Lisboa. A entrada é livre, sendo o horário de dia 25, sexta, das 16 às 21 horas, sábado das 11 às 21 e domingo das 11 às 20 horas. O local vai ser no Arquivo Municipal de Lisboa, na Rua da Palma 246. De um diversificado programa, onde se destaca o mercado dos fotolivros com a presença da STET – livros e fotografias, da GOST Éditions ou da Pierre von Kleist Éditions, entre outras editoras, referimos também o debate sobre direitos de autor com Ana Bárbara Ribeiro ou o lançamento do Portuguese Small Press Yearbook 2016.

Publicado em Notícias

Gineceu, Androceu

captura-de-tela-2016-11-17-as-15-08-08

Depois de ter sido apresentada na ModaLisboa, é hoje de novo apresentada Gineceu, Androceu, uma exposição de João Telmo. A inauguração é na Galeria Art Lounge que fica na Rua António Enes 9C, em Lisboa.

Publicado em Notícias

Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira

captura-de-tela-2016-11-17-as-14-57-32

Inaugura este sábado, pelas 16 horas, no Celeiro da Patriarcal em Vila Franca de Xira, a exposição do Prémio BF16 – Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira. A exposição estará patente de terça a sexta feira das 14 às 19 horas e aos sábados e domingos das 15 às 19 horas.

Publicado em Notícias