Concurso para a atribuição de ateliers municipais em Lisboa

Captura de tela 2018-05-04 às 16.53.06

Está aberto o concurso para a atribuição de ateliers municipais pela Câmara Municipal de Lisboa. Trata-se de um concurso promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, aberto a todos os interessados com vista à cedência de 47 ateliês destinados à atividade artística, por contrato de arrendamento com a duração de 4 anos. O prazo de entrega das candidaturas decorre até 28 de maio, podendo mais informações serem vistas em http://www.cm-lisboa.pt/noticias/detalhe/article/3o-concurso-de-atelies-municipais-para-as-artes

Anúncios
Publicado em Notícias

24 Imagens, Cinema e Fotografia na Cinemateca

Captura de tela 2018-05-04 às 16.40.06

Começa na próxima segunda feira, dia 7, 24 Imagens, Cinema e Fotografia, um ciclo que decorre na Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, até junho e que propõe uma viagem à história da relação entre cinema e fotografia. Concebido por Joana Ascensão e Maria Joana Madeira este ciclo abre dia 7 às 15.30 h com Michelangelo Antonioni e o célebre Blow Up – a história de um fotógrafo e que repete dia 14. Com a ideia de refletir sobre os cruzamentos entre fotografia e cinema podem ser vistos trabalhos de Agnès Varda, László Moholy-Nagy, Man Ray, Weege, William Klein, Abbas Kiarostami, Daniel Blaufuks, Robert Frank ou Nan Goldin entre muitos outros nomes, Mais do que ver imagens ou trabalhos de fotógrafos/cineastas é o questionar da imagem e da fotografia em particular que se destaca.

Publicado em Notícias

Significação: outras imagens do jardim, em Sintra

Captura de tela 2018-05-04 às 13.25.29

Começa amanhã e termina dia 3 de junho a exposição coletiva de fotografia Significação: outras imagens do jardim, promovida pela Parques de Sintra e apresentada no MU.SA – Museu das Artes de Sintra.

A mostra exibe o trabalho de quatro artistas tendo os jardins, parques e tapadas sob gestão da Parques de Sintra como o campo de trabalho, fomentando também novos olhares sobre o património histórico, estimulando e apoiando a produção artística contemporânea e a sua fruição por diversos públicos.

Das propostas submetidas a concurso, o júri – composto por Marc Lenot, crítico de arte e autor, Isabel Capelo Gil, reitora e diretora do programa internacional de Culture Studies da Universidade Católica Portuguesa, e Sérgio B. Gomes, crítico de fotografia e jornalista do Público – elegeu quatro vencedores: António Castanheira, Camille Aboudaram, com o projeto Moonscape Reverie, Lorena Travassos, com o projeto , e Mané, com o projeto Naturezas porcas.

No sítio da internet da Parques de Sintra pode ler-se que para o júri, “os artistas selecionados destacaram-se por questionarem a ontologia do jardim e a sua ligação com o processo fotográfico”. António Castanheira “propôs fotografias que apresentam uma teatralização das estátuas do jardim como sinais de poder”, Camille Aboudaram optou por “uma intervenção gráfica dentro da própria fotografia, realizando um trabalho colorido e falsamente decorativo”, Mané abordou “a dimensão sensual do jardim”, “suscitando questões sobre a fronteira ética e (i)moral que separa o erótico do pornográfico; o sagrado do obsceno; ou perverso do natural”, enquanto Lorena Travassos deu “enfâse ao processo fotográfico”, “realizando fotografias efémeras transferidas para as folhas das árvores encontradas nos parques”.

A variedade e a riqueza destas propostas abrem novos olhares sobre a fotografia de jardim. Entre sentimento, teatralidade, questionamento e processo, estes fotógrafos demonstram talento, criatividade e capacidade a trabalharem fora do campo tradicional”, resumiu o júri.

Publicado em Notícias

Aprender fotografia

Captura de tela 2016-05-11 às 14.54.20

Terá início na próxima segunda feira, dia 7, a edição de maio do Curso de Iniciação à Fotografia. É um curso destinado a quem começa do início em matéria de fotografia, e que visa a componente técnica, no sentido do aluno saber trabalhar com a sua máquina em modo manual adotando os parâmetros que entender por melhores em cada momento, mas que também ter uma forte componente estética, especialmente no que se refere à composição e à educação visual e baseada na pintura, na fotografia e na história da fotografia e das artes plásticas em geral. O curso tem a duração de cerca de mês e meio, decorre às segundas e quartas feiras entre as 19.30 e as 21.30, podendo mais informações e inscrições serem vistas em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

No Porto

Captura de tela 2018-05-03 às 16.22.40

Realiza-se hoje, no Centro Português de Fotografia, no Porto, uma palestra com o título Instagram. Photography in a virtual space, por Gueorgui Pinkhassov. O tema em debate é a fotografia numa era de mudança tecnológica, a sua prática artística e o legado da Magnum.

Publicado em Notícias

Leonel de Castro em Vila Real

Captura de tela 2018-05-03 às 16.06.21

Fotografia Leonel de Castro, da série Minhotos de Pele Salgada

Inaugura amanhã, às 21.30 h, no Clube Vila Real a exposição Minhotos de Pele Salgada de Leonel de Castro, trabalho que em 2017 mereceu a Bolsa Estação Imagem. Recorde-se que Leonel de Castro ganhou o Prémio da secção Retratos na edição deste ano da Estação Imagem, com a série Chaga, tendo também sido premiado com o prémio Noroeste Peninsular em 2016, com o portfólio Douro Leste e na secção Arte e Espetáculos, também desse ano, com o trabalho Lab in Dança.

Este trabalho agora apresentado em Vila Real centra-se sobre os pescadores do Minho e estará patente ao público até 20 de junho, de segunda a sábado das 21.30 h às 2.00 h. Para quem não saiba

Publicado em Notícias

Em Loulé

Captura de tela 2018-05-02 às 17.21.17

Celebrando o Dia Internacional dos Museus o Museu Municipal de Loulé irá realizar nos próximos dias 18 e 19 de maio o Encontro de Fotografia Artesanal. Do programa desta iniciativa constam conferências, workshops, exposições e interações de rua.

Publicado em Notícias

Curso de Fotografia

Captura de tela 2016-05-11 às 14.54.20

A partir de 7 de maio a APAF realiza um novo Curso de Iniciação à Fotografia. Nos nossos Cursos de Iniciação além de abordarmos a componente técnica, no sentido do aluno saber trabalhar com a sua máquina em modo manual adotando os parâmetros que entender por melhores em cada momento, damos particular atenção à componente estética, especialmente no que se refere à composição e à educação visual. O curso tem a duração de cerca de mês e meio, decorre às segundas e quartas feiras entre as 19.30 e as 21.30, podendo mais informações e inscrições serem vistas em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

Luxembuirg Art Prize

Captura de tela 2018-04-24 às 10.44.44

Até 31 de maio podem ser enviadas candidaturas ao Luxembuirg Art Prize, um prémio internacional anual, organizado pela Pinacoteca do Luxemburgo, um local de exposições privado e sem fins lucrativos, situado no Grão-Ducado do Luxemburgo. O Prémio visa revelar anualmente os talentos – amadores ou profissionais – qualquer que seja a sua idade e nacionalidade. Este Prémio tem a ambição de promover a carreira de artistas desconhecidos através da exposição coletiva dos finalistas do Prémio e da rede internacional de finalistas do Prémio que foi criada em 2015. Mais informações em https://www.luxembourgartprize.com/pt/

Publicado em Notícias

JustLX, feira de arte contemporânea em Lisboa

Captura de tela 2018-04-30 às 16.23.42

A ArtFairs apresenta a primeira edição da JustLX, feira de arte
contemporânea em Lisboa, centrada nas manifestações artísticas mais atuais vinculadas aos grandes temas do pensamento presente.

A JustLX vai decorrer de 17 a 20 de maio e nasce tendo o compromisso tecnológico e meio-ambiental como ponto de partida na criação contemporânea.

O espaço selecionado, o Museu da Carris, vai acolher um programa geral de galerias, bem como várias secções comissariadas e uma forte aposta na gastronomia luso-espanhola. O mês de maio transforma assim Lisboa no centro nevrálgico da arte contemporânea europeia. A faceta dinâmica e cosmopolita da cidade, juntamente com a sua vasta oferta cultural e gastronómica, constituem o ambiente ideal para a primeira edição da JustLX. Mais informações em http://justlx.pt/pt-pt/

Publicado em Notícias

Em Lisboa

Captura de tela 2018-04-27 às 20.15.05

Fotografia Luís Braga

Luís Braga (Belém, Brasil, 1956) expõe no Palácio Castilho, em Lisboa que, recorde-se se situa na Rua da Escola Politécnica 42.

Luís Braga, cujas obras fazem parte de diversas coleções no Brasil e em Portugal (Novo Banco e CPF) tenta na sua abordagem afastar-se de visões estereotipadas sobre a região amazónica, deixando-nos espaço para sentirmos os ambientes dos locais fotografados e para usufruirmos da calma e da beleza dos mesmos, ao mesmo tempo que trabalha com a luz de forma a destacar cada um dos elementos que compoem a imagem.

Publicado em Notícias

World Press Photo

Captura de tela 2018-04-24 às 17.03.44

Fotografia Ronaldo Schemidt (Caracas, 1971), manifestante venezuelano envolto em chamas durante um protesto contra o presidente Nicolás Maduro.

Inaugura hoje, no Hub Criativo do Beato e prolonga-se até 20 de maio a exposição World Press Photo, num horário de quinta a domingo das 10 às 19h. O evento, com entrada livre, é promovido pela World Press Photo Foundation e pela revista VISÃO, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a GALP, contando ainda com o apoio da SEAT.

O grande aliciante desta exposição é o facto de incluir um conjunto de palestras e workshops de entrada livre, nomeadamente dia 28, um colóquio que tem como tema O Olhar do Fotojornalista, com José Carlos Carvalho
, ou no dia 5 de maio um colóquio com Joel Santos sobre fotografia de viagem.

Fundado em 1955 pela organização com o mesmo nome, o concurso World Press Photo visa premiar anualmente as imagens que marcam o mundo. Nesta edição concorreram mais de 4 500 fotógrafos de 22 países, num total de pouco mais de 77 mil imagens.

Para o júri as imagens vencedoras têm de responder a três perguntas: o que nos conta a fotografia sobre o evento, qual é a força emocional que transmite e como é que se compara com as outras imagens, tanto do passado como as atuais.

Para quem não sabe o Hub Criativo do Beato fica na Rua da manutenção Militar 118, em Lisboa. Quanto às imagens do Worl Press Photo pode conhecê-las acedendo a https://www.worldpressphoto.org/collection/photo/2018

Publicado em Notícias

O Narcisismo das Pequenas Diferenças, de Pauliana Valente Pimentel

Captura de tela 2018-04-26 às 21.32.16

Fotografia Pauliana Valente Pimentel, sem título, da série O Narcisismo das Pequenas Diferenças, 2018

Termina amanhã, em Ponta Delgada, S. Miguel, O Narcisismo das Pequenas Diferenças de Pauliana Valente Pimentel. A exposição, apresentada na Galeria Fonseca Macedo, esteve integrada no festival Tremor e tem por inspiração a zona de Rabo de Peixe, no concelho da Ribeira Grande, em S. Miguel.

É uma exposição que parte de um conhecimento profundo e sentido de uma comunidade, marcada por contrastes numa mesma vila, pobre junto ao mar e rica na zona agrícola, marcando duas comunidades que se tocam, mas não se misturam.

À semelhança de outros trabalhos da fotógrafa O Narcisismo das Pequenas Diferenças assenta na dignificação das pessoas num olhar que não julga nem critica, apenas compreende e nos surpreende com a beleza de cada enquadramento e com a modernidade da composição. Uma parte significativa do trabalho, para além das pessoas, deixa-se envolver pelo verde predominante da ilha. Em princípio esta será uma exposição que virá a ser apresentada em Lisboa e que é de não perder.

Publicado em Notícias

Curso de Fotografia – iniciação

Captura de tela 2017-10-31 às 18.02.30

A partir de 7 de maio próximo a APAF vai realizar um novo Curso de Iniciação à Fotografia. Nos nossos Cursos de Iniciação além de abordarmos a componente técnica, no sentido do aluno saber trabalhar com a sua máquina em modo manual adotando os parâmetros que entender por melhores em cada momento, damos particular atenção à componente estética, especialmente no que se refere à composição e à educação visual. O curso tem a duração de cerca de mês e meio, podendo mais informações e inscrições serem vistas em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

No CPF, no Porto

Captura de tela 2018-04-24 às 16.34.17

Fotografia Juan Carlos Gargiulo

Sequestros de luz e Diez miradas al abandono são as exposições atualmente patentes no Centro Português de Fotografia até 24 de junho.

Da primeira refere-se no seu press release que o fim pretendido pelos autores é “dar vida aos objectos inanimados, realçar paisagens, sublinhar padrões e texturas originais, névoas ou chuva, pode criar através dos olhos, um descanso silencioso, um remover de distracções para o espectador se sentir sozinho e ver além da imagem”. Por seu lado Diez miradas al abandono, num conjunto de 32 imagens, convida à reflexão sobre transformação, ruína e abandono, retratando a vida e a alma de edifícios abandonados.

Publicado em Notícias

Prémios Estação Imagem 2018

Captura de tela 2018-04-24 às 15.08.35

Fotografia Patrícia Melo Moreira, da série Verão Negro

Patrícia Melo Moreira venceu o Prémio Estação Imagem 2018 com o conjunto Verão Negro. O portfólio foi baseado no trabalho feito nos incêndios que devastaram o país em 2017. Na categoria de “Fotografia do ano” o prémio foi para Gabriel Tizón, tendo sido atribuídas duas menções honrosas a Nuno André Ferreira e Filipe Amorim. Na categoria de “Notícias” o vencedor foi Rui Duarte Silva, também com um trabalho sobre os incêndios e denominado Um país em luto. Luís Manuel Martins obteve o prémio de “Assuntos Contemporâneos”, e Rui Oliveira com O bairro esquecido foi premiado na categoria de “Vida Quotidiana”, tendo o Bairro do Aleixo, no Porto como tema.

Captura de tela 2018-04-24 às 15.17.58

Fotografia de Rui Oliveira, da série Bairro Esquecido

Gonçalo Delgado, Mariline Alves, Leonel Castro e António Pedro Santos foram premiados nas categorias respetivamente de “Arte e Espetáculos”, “Ambiente”, “Retratos” e “Desporto”. Referência ainda para Bruno Miguel Fonseca, no “Prémio Noroeste Peninsular” com O Salto e Rui Duarte Silva no “Prémio Europa” com Geração X. José Ferreira, Mário Lopes Pereira e António Pedro Santos, Obtiveram também menções honrosas nas categorias a que concorreram.

Publicado em Notícias

Luxembourg Art Prize

Captura de tela 2018-04-24 às 10.44.44

O Luxembourg Art Prize é um prémio internacional anual, organizado pela Pinacoteca do Luxemburgo, um local de exposições privado e sem fins lucrativos, situado no Grão-Ducado do Luxemburgo. O Prémio visa revelar anualmente os talentos – amadores ou profissionais – qualquer que seja a sua idade e nacionalidade. Este Prémio tem a ambição de promover a carreira de artistas desconhecidos através da exposição coletiva dos finalistas do Prémio e da rede internacional de finalistas do Prémio que foi criada em 2015.

O vencedor recebe uma bolsa de 25.000 € tendo toda a liberdade para utilizar esse dinheiro como melhor lhe convier. Todas as despesas dos artistas finalistas ficam a cargo da organização aquando da exposição coletiva (transporte das obras, bilhetes de avião e comboio e alojamento.

O Prémio destina-se aos artistas que utilizem uma ou mais das seguintes técnicas: desenho, impressão, instalação, pintura, interpretação, fotografia, arte digital, escultura, arte sonora, vídeo, técnicas mistas e artes decorativas (têxtil e materiais, vidro, madeira, metal, cerâmica, mosaico, papel ou outras técnicas). Mais informações em https://www.luxembourgartprize.com/pt/

Publicado em Notícias

A STET com nova casa

Captura de tela 2018-04-24 às 10.34.18

fotografia STET

Manter um espaço dedicado exclusivamente a livros de fotografia é uma tarefa heróica. Foi isso a que a STET livros & fotografias se propôs há uns anos atrás. A nova Lei das Rendas, aprovada por uma Assunção Cristas que diz “amar Lisboa”, a par com o boom turístico, fez com que a STET (tal como a APAF) tivessem de abandonar a zona do Chiado. Hoje vimos com alegria que a STET voltou. Está em Alvalade, em Lisboa, na Rua Acácio Paiva 20 A. É um lugar incontornável para quem quer encontrar bons livros de fotografia, desde a auto-edição, ao trabalho de autor e aos estudos académicos. Hoje é um dia feliz para quem gosta de fotografia!

Publicado em Notícias

Foto-imagens de um diário nas salinas

Captura de tela 2018-04-23 às 18.07.41

A Tertúlia Algarvia recebe, ao longo de 2018, o ciclo de exposições ‘The sardine photo experience’, que têm a sardinha como objeto de atenção e que abordam temas como a pesca da sardinha no Algarve, a indústria conserveira, as sardinhadas e as procissões marítimas dos pescadores.

Cada tema específico é fotografado autonomamente por diversos fotógrafos, tendo em vista obter distintos olhares sobre o mesmo assunto.

O capítulo III deste ciclo foi inaugurado no passado dia 19 de abril e decorre até 31 de maio. Intitula-se Foto-imagens de um diário nas salinas e apresenta imagens de Sónia Corvo (Tavira, 1972).

Segundo a autora o retornar às origens algarvias levou-a a desenvolver um projeto que funde fotografia, pintura e desenho. Nas suas palavras “a escolha da fotografia instantânea como suporte para o registo pessoal, abstrato e emotivo, para chegar a outras expressões artísticas, requereu uma observação metódica que se foi alterando com a passagem do tempo.

O laço entre os homens da terra, simbolicamente representado pelo sal segundo o Evangelho de Mateus (5, 13), foi o meu ponto de partida. Neste trabalho, pessoal e um tanto carregado de memórias, tentei criar a ‘ponte’ entre o antes e depois do meu regresso a Tavira”.

Publicado em Notícias

De novo aqui, com notícias sobre a fotografia

Captura de tela 2018-03-26 às 17.49.49

A APAF retoma as sua edição deste blog depois de uma semana de inatividade por mudança de instalações. Localizada agora na Avenida Almirante Reis, em Lisboa, as novas instalações, apesar de mais pequenas, proporcionam aos nossos alunos e associados mais conforto e melhores condições de aprendizagem. Os nossos contatos telefónicos e de mail mantêm-se os mesmos.

Publicado em Notícias

APAF – mudança de instalações

Captura de tela 2018-04-10 às 11.56.02

A APAF inicia hoje as suas atividades nas suas novas instalações, na Av. Almirante Reis 114 – 2º I, em Lisboa. A mudança provocará durante alguns dias alguns constrangimentos nesta nossa página, pelo que desde já pedimos desculpas aos nossos leitores. Será, no entanto, vantajosa esta mudança, no sentido em que proporcionamos aos nossos alunos melhores condições de trabalho.

Publicado em Formação APAF, Notícias

Continua a contestação na Cultura

Captura de tela 2018-04-04 às 17.26.56

O dinheiro é importante, … mas não é tudo!

O Primeiro-Ministro António Costa anunciou um novo reforço na dotação dos concursos do apoio às artes mas que, mesmo assim, não permitiu acalmar o setor. Se é certo que todos os serviços públicos vêm conhecido limitações, se é verdade que o oposição está a usar a Cultura como arma de arremesso quando no tempo em que governou fez muito pior, se sabemos da existência de grupos de pressão mediáticos ou ainda se é insustentável uma cultura de irmos subindo os orçamentos dos apoios ano após ano até se tornarem impossíveis de conceder e ditar o fim das iniciativas com consequentes culpas, também é verdade que a Cultura tem sido sistematicamente suborçamentada, com atrasos nos pagamentos que causam dificuldades gritantes e dramas de sobrevivência continuados, processos burocráticos de candidatura no domínio do imaginário e por fim um sistema de tapa-buracos, de resolver problemas em vez de os antecipar.

Se a isto tudo pudéssemos juntar a estabilidade e a paz de espírito era fantástico. Um criador, seja encenador, escritor, ator, pintor, ou qualquer outro só tem capacidade de criar se tiver paz de espírito e não estiver preocupado com o dia seguinte. É verdade que a história não pode permitir uma garantia de apoio já que os promotores não vivem sempre num crescendo de criatividade e qualidade e há novos agentes a entrar no meio. Mas há que fazer um apelo ao bom senso e reconhecer o contributo que muitos dos agentes culturais têm dado ao longo dos anos. Alguns dos agora preteridos têm um historial de referência que é importante não apagar num ato burocrático com consequências culturais e humanas, tal como aqui escrevemos há dias.

Já não falo de se ouvir pouco sobre os apoios às artes visuais. Já me esqueço que algumas iniciativas e entidades, que vão de Festivais de teatro a orquestras, são cartazes de bem estar social e de fruição que ultrapassam os meros acontecimentos em si e que são geradores de consequências cívicas na educação, na tolerância, na liberdade de pensamento. Do que falo é de uma ideia para a Cultura. De pensarmos a Cultura enquanto desígnio nacional, ricos que somos sob o ponto de vista cultural e patrimonial. A questão orçamental é importante, mas gostava também de ver o atual Ministro da Cultura motivar a reflexão sobre grandes objetivos para a Cultura em Portugal. Enfim, que esta se tornasse no centro das preocupações do governo. A bem da cidadania. A bem de todos nós! António Lopes, presidente da Associação Portuguesa de Arte Fotográfica.

Publicado em Opinião

Curso de Fotografia

Captura de tela 2016-05-11 às 14.54.20

Terá início na próxima terça feira, dia 10, uma nova edição do Curso de Iniciação à fotografia. O curso, para o qual estamos a receber as últimas inscrições, decorrerá às terças e quintas feiras das 19.30 às 21.30, sendo abordas matérias como a medição de luz, o uso de flash ou a composição. Durante um mês e meio os alunos têm também aulas práticas que lhes permitem explorar a matéria lecionada e a sua máquina fotográfica. Mais informações e inscrições podem ser vistas em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

APAF em mudança

Captura de tela 2018-03-26 às 17.49.49

A partir do próximo dia 10, terça feira, a APAF passará a funcionar na Avenida Almirante Reis 114 – 2º I. Desde já, pedimos desculpa aos nossos associados, alunos e amigos pelos incómodos causados pela perturbação nos nossos serviços, devendo a transição ocorrer durante todo o mês de abril.

Publicado em Notícias

Incubadora de Artes de Carnide

Captura de tela 2018-04-06 às 16.46.59

Estão abertas as candidaturas para a Incubadora de Artes de Carnide, situada na Av. do Colégio Militar, na Quinta da Luz (junto ao Centro Comercial Colombo), em Lisboa. Este é um espaço disponível para acolher quem está a pensar avançar com uma ideia ou criar o seu próprio negócio, dispondo de espaço para escritórios em cowork, oficina, uma loja.
Informações: incubadoradeartes@boutiquedacultura.pt

Publicado em Notícias

Lisboa,Cidade Triste e Alegre

Captura de tela 2018-04-06 às 16.36.28

Partilhamos uma notícia de Alexandre Pomar a propósito de um livro histórico da fotografia portuguesa: Lisboa, Cidade Triste e Alegre de Victor Palla e Costa Martins. Isto porque no próximo dia 12, pelas 18.30 horas, no Museu da Cidade de Lisboa, no Campo Grande, inaugura uma exposição com o nome de Lisboa, Cidade Triste e Alegre – Arquitetura de um Livro, comissariada por Rita Palla Aragão, que nas palavras divulgadas pelo Museu da Cidade “traz um olhar aprofundado sobre o mais importante livro de fotografia do século XX em Portugal, editado em 1959 por Victor Palla (1922-2006) e Costa Martins (1922-1996).

Das seis mil fotografias realizadas, os autores escolheram cerca de duzentas para integrar o livro, às quais acrescentaram um índice longo e singular (que explica grande parte do processo criativo) e uma série de poemas que convertem a obra num verdadeiro poema gráfico.

Livro de culto sobre Lisboa, considerou-se fundamental dedicar-lhe uma exposição na cidade que o inspirou e à qual os autores consagraram esta obra, que assim descreveram na apresentação:

«(…) o retrato da Lisboa humana e viva através dos seus habitantes – de dia, de noite, nos seus bairros, na Baixa, no Tejo – revelação ora alegre ora triste, mas sempre terna e sentida, da vida de uma cidade. Talvez por isso fosse mais adequado chamar-lhe «poema gráfico» – até porque o arranjo das imagens e a própria composição do livro têm, no seu grafismo, o fluir, a alternância de ritmos, as ressonâncias de uma obra poética.»

Dada a diversidade de características da obra – que ultrapassam largamente o domínio da fotografia – o Museu de Lisboa convidou, para prestar testemunho, um conjunto de personalidades provenientes de áreas distintas. Assim, participam no catálogo e no ciclo de conversas: Alexandre Pomar, André Príncipe, Mário Moura, Michel Toussaint, Luís Camanho, Paulo Catrica, Pedro Mexia e Teresa Siza.

Este projeto é de uma exposição e também de uma edição. Paralelamente à exposição, o Jornal Público, de que o Museu de Lisboa (EGEAC) é parceiro, publicará uma reedição da primeira versão do livro em fascículos a partir de dia 14 de abril. ”

Captura de tela 2018-04-06 às 16.39.52

Reeditado em 2015 pela Pierre von Kleist manteve junto do meio fotográfico o culto merecido ao mesmo tempo que divulgou a obra destes dois grandes arquitetos e fotógrafos. Entretanto, para melhor compreensão da importância histórica deste livro, na sua época inovador graficamente e na abordagem fotográfica no panorama da fotografia nacional, entendemos importante deixar aqui também as palavras escritas por Alexandre Pomar:

Podemos falar do livro “Lisboa ‘cidade triste e alegre’” como uma espécie de cometa que de x em x anos surgia de surpresa no horizonte da fotografia portuguesa, da edição e da cidade. Apareceu do nada (segundo se julgou depois) em 1958/59, em duas exposições e em fascículos, a reunir num volume – depois esqueceu-se. Voltou em 1982, na galeria/associação Ether, numa diferente exposição e com a encadernação de 200 exemplares de sobras, esboçando-se-lhe então a memória escrita nas histórias da fotografia de António Sena (1991 e 1998) – registo que exige revisões. Sagrou-se em 2004 com o aplauso internacional, quando Martin Parr e Gerry Badger popularizaram o conceito de fotolivro – a reedição em fac-símile seguiu-se em 2009. Terá sido, no entanto, Philippe Arbaizar, que em 2002 falava ainda em “livro de fotógrafo” para distinguir de livro de fotografia, o primeiro a destacar lá fora a edição de Palla & Martins – associou-a a “Life is Good for you in New York”, de William Klein, 1956, apontando “um sentimento urbano radicalmente diferente”, de uma “cidade suspensa no tempo, captada entre a nostalgia e um futuro improvável”, sob um título de fado (In Les Cahiers du Musée national d’art moderne, Centre Pompidou, nº 81, p. 48).

O cometa passou a poder ser apreciado como um puzzle, sempre protagonizado pela figura plural de Palla, desde a sua antologia no Centro de Arte Moderna, em 1992 (o também arquitecto Costa Martins continuara a expor e editar). A diversidade da produção fotográfica de Victor Palla entrou no mercado com a exposição-leilão de 2008 na P4 Photography – descobriu-se então a obra “heterodoxa”, antes e depois de “Lisboa…” Em 2009, o espaço que lhe foi dedicado na mostra “Histórias de Lisboa no Museu da Cidade” (sem catálogo, mas uma excelente exposição) trouxe documentação esquecida, em texto e imagem, sobre o livro e a sua concepção. É o que agora se revê e amplia muito no Museu de Lisboa. E nesse mesmo ano de 2009 o conhecimento do contexto da fotografia nacional nos anos 50 levou uma radical reviravolta na exposição “Batalha de Sombras” (exposição de Emília Tavares e Museu do Chiado no Museu do Neo-Realismo, Vila franca de Xira).

Publicado em Notícias

Quando eu era fotógrafo

Captura de tela 2018-04-06 às 14.07.29

fotografia STET – Livros e Fotografias

Na próxima terça feira, dia 10, a Editora Livros Cotovia apresenta no Arquivo Fotográfico de Lisboa Quando eu era fotógrafo de Félix Nadar,  com tradução de Inês Dias. A apresentação é às 18.30 horas e incluirá na sala de leitura uma conversa com Margarida Medeiros e Filipe Figueiredo. Esta apresentação contará com o apoio da STET – Livros e Fotografias, que recorde-se, é uma livraria especializada em livros e edições de fotografia.

O texto de divulgação relembra-nos esses primeiros dias da fotografia: “o daguerreótipo dava então lugar à fotografia. Não sem antes ter tido o seu momento e glória nas mãos dos engenheiros Chevalier e Lerebours e ainda de Richebourg, o oculista, que nunca deixava de juntar à sua assinatura os .:. maçónicos: parece que, nessa época, era um título. Houve outros profissionais que souberam aproveitar igualmente bem a placa revestida a prata: o excelente Vaillat e o inefável Legros, esse homem exuberante com os seus roupões em brocado, galvanizaram os últimos dias felizes do Palais-Royal, de que a província não conseguia desprender-se e que acabou por desaparecer com eles. No entanto, o Rhône e a Saône ainda se extasiavam com as placas do bom Thierry de Lyon, e Randon, o caricaturista, também passou por elas. Mas era o fim do daguerreótipo, com a chegada da fotografia; como se dizia na altura, ‘Isto matava Aquilo’”.

Publicado em Notícias

Curso de Fotografia, dia 10

Captura de tela 2018-03-20 às 15.18.06

Iniciamos na próxima semana, dia 10, um novo  Curso de Iniciação à Fotografia. O curso decorrerá às segundas e quartas feiras das 19.30 às 21.30.

O ênfase deste curso é dado em duas vertentes: saber trabalhar com a sua própria máquina fotográfica e na educação visual. No primeiro caso ensina-se os formandos a trabalharem nos diferentes modos, incluindo o manual, e são abordadas matérias como a medição de luz, o ISO e o WB, a escolha dos cartões, do tipo de ficheiros gerados, ou o uso de flash, entre aulas práticas e teóricas. No segundo caso abordaremos a composição com recurso à fotografia e à pintura. Durante um mês e meio os alunos têm aulas práticas que lhes permitem explorar a matéria lecionada e a sua máquina fotográfica.

O Curso decorrerá já nas nossas novas instalações na Av. Almirante Reis, em Lisboa. Mais informações e inscrições podem ser vistas em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Publicado em Formação APAF, Notícias

Polémica em torno dos apoios à Cultura

Captura de tela 2018-04-04 às 17.26.56

Por estes dias vai aceso o debate em torno dos apoios estatais à cultura. Mais de uma centena de agentes culturais de todo o país assinaram uma carta aberta dirigia ao Primeiro Ministro reclamando contra a política cultural seguida pelo governo e contestando os resultados dos concursos da DG das Artes. Nem o anunciado reforço de dois milhões de euros, ou as promessas de revisão do métodos de seleção por parte do Secretário de Estado da Cultura, alguém cuja competência técnica é inquestionável, mas cujo tato político é reduzido, ao mostrar estranheza pela estranheza do Primeiro Ministro, ajudou a reduzir a contestação aos resultados provisórios dos concursos. Resultados que deixaram sem apoios entidades como o Teatro Experimental de Cascais, O Festival Internacional de Marionetas, a Casa Conveniente, A Escola da Noite, a associação Encontros de Fotografia e muitos outros.

Os agentes culturais reclamam ainda a revisão do modelo de apoios, enredado numa burocracia de impressos e dossiers que exigem que para se conseguir qualquer apoio se tenha de recorrer a especialistas dedicados ao assunto, o que faz subir os custos e coloca em concorrência autarquias e agentes culturais em geral. Aliás, esta é uma das reivindicações do meio artístico, que a par da suborçamentação crónica, vê na alteração da lógica dos concursos um passo imprescindível. Mesmo atendendo aos grupos de pressão, que neste sector também existem, em causa está a fragilização da estrutura artística do país, sem distinção de áreas, matando projetos e estruturas, ou simplesmente desviando os agentes culturais da sua função principal que é criar. Consequentemente, em causa está também a diversidade cultural, o espírito democrático e o espírito de tolerância, para além do espírito cívico que afeta a participação social. Esperemos que haja bom senso e que a cultura seja efetivamente considerado como um bem a que todos merecemos ter acesso. António Lopes

Publicado em Opinião

Prémio Navigator Arte em Papel

Captura de tela 2018-04-04 às 17.01.14

A Navigator Company lançou um novo prémio anual, o Prémio Navigator Arte em Papel, no valor de 50 mil euros. O Prémio desenvolvido em parceria com o Expresso, é aberto a artistas de todo o mundo, tendo como objetivo principal a valorização do papel como suporte para a criação artística. Nele se incluem todas as expressões artísticas que tenham como suporte o papel.

O júri será constituído por cinco elementos, escolhido “entre figuras portuguesas e internacionais, entre diretores de museus e pessoas ligadas ao papel” e também com trabalho feito ao nível da curadoria e da realização de exposições.

 

Publicado em Notícias

Fluvial, de Tito Mouraz

Captura de tela 2018-04-04 às 16.36.48

Fotografia Tito Mouraz

O jornal Público, na sua secção de Cultura, trazia ontem um interessante artigo de Lucinda Candeias a propósito do novo trabalho de Tito Mouraz. Fluvial, assim se chama este trabalho, que de resto está presente na Galeria Módulo, em Lisboa, até 14 de abril, é o retrato de um país verde e alegre, retrato de um verão á beira rio antes dos incêndios. É uma paisagem anónima, com cores vivas e com veraneantes sublinhados pelo uso de flash em pleno dia. É uma opção estética que sublinha o ar cenográfico das cenas fotografadas, e que nos mostra um artista pleno de um artista pleno de contínua criatividade, e cujas obras integram algumas das mais importantes coleções de fotografia portuguesas. Para o que queiram conhecer melhor o trabalho deste fotografo podem aceder a www.titomouraz.com/en/works/

Publicado em Notícias

Novos livros

Captura de tela 2018-04-04 às 16.29.31

No próximo sábado, às 17.30, na Casa Independente, em Lisboa, decorre o lançamento dos livros Álbum Índia Portuguesa 1951 – 1961 e Cartas de Damão de Ana Janeiro e Maria L. Janeiro. A apresentação é de Raquel Guerra e Filipa Lowndes Vicvente.

Publicado em Notícias

Captura de tela 2018-04-04 às 16.22.05

fotografia de Filipa Bessa, SeaPlasticSalt

Filipa Bessa, investigadora do MARE (Centro de Ciências do Mar e do Ambiente) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, venceu o concurso mundial de fotografia da Campanha CleanSeas, na categoria macro, promovida pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UN Environment).

A fotografia de Filipa Bessa, intitulada SeaPlasticSalt, pretende alertar para a contaminação dos rios e oceanos por microplásticos, sensibilizando as pessoas para uma mudança de comportamentos que viabilize a redução da emissão de plásticos nos nossos oceanos.

Publicado em Notícias

Moçambique – José Cabral

Captura de tela 2018-04-04 às 16.15.20

Inaugura no próximo dia 11 no Centro Cultural Português em Maputo a exposição Moçambique – José Cabral. A exposição, noticiada por Alexandre Pomar, um apaixonado conhecedor da fotografia moçambicana, é uma apresentação antológica inédita do trabalho do fotógrafo moçambicano José Cabral. A curadoria de Filipe Branquinho e Alexandre Pomar e resulta de uma parceria entre o Camões – Centro Cultural Português em Maputo e a Associação Kulungwana.

Acompanhada do livro Moçambique – José Cabral, em edição bilingue (português/inglês), a exposição apresenta um dos nomes incontornáveis da fotografia moçambicana. De José Cabral escreve Alexandre Pomar: “José Cabral é o outro mestre da fotografia moçambicana, localizável entre a dinâmica coletiva interrompida e a nova geração. Um mestre original, irreverente, individualista, indisciplinado. Por vezes revoltado e irascível, o que as suas fotografias não deixam adivinhar, na serenidade dos seus itinerários e na ternura com que olha as pessoas, todas elas, nos seus inúmeros retratos. (…) Fotógrafo culto, informado pela literatura e o convívio literário, viajado, (…) Cabral tem um perfil de exceção e de rutura original e crítico.”

Publicado em Notícias

APAF

Captura de tela 2018-03-26 às 17.49.49

A partir do próximo dia 10 a APAF muda as suas instalações para a Avenida Almirante Reis 114 – 2º I, em Lisboa. Esperamos com esta mudança proporcionar melhores condições aos nossos associados e alunos.

Publicado em Notícias