Estética Fotográfica

Document1

Horário

nova edição em data a anunciar

Para efetuar a sua inscrição deve efetuar a transferência do valor do Workshop para o IBAN PT50001800000813512500178 / NIB 001800000813512500178 e enviar-nos o respetivo comprovativo juntamente com a indicação do nome, morada, telefone e número de contribuinte para emissão de fatura, para secretaria.apaf@gmail.com

Formador: António Lopes

Nesta formação pretende-se dar a conhecer alguns princípios que norteiam a composição fotográfica partindo de regras semelhantes da pintura ou de outras artes. Principalmente pretende-se que os formandos se questionem e olhem para as imagens com a necessária atenção e reflexão, percebendo o que está por detrás da percepção visual imediata. Perceber as razões que fazem uma imagem ser uma boa fotografia é o desafio desta formação.

Programa

1 – Generalidades

1 .1– O que é a arte e o que é a estética. Conceções de estética, de arte e de belo ao longo da História. Os valores estéticos.

1.2 – Gosto pessoal e qualidade. Juízos estéticos. A crítica,

1.3 – A composição. O que fazer e não fazer. Relatividade de algumas questões e função de fatores de classicismo ou de modernidade estética.

1.4 – A transmissão de ideias e sentimentos. Conteúdo e mensagem. A objetividade.

1.5 – Enquadramento. Ponto de vista. Perspetiva e espaço.

1.6 – Formas e fundos. A teoria de Gestalt e o que vemos.

1.7 – O importante e o supérfluo. O momento certo. A tridimensionalidade da imagem.

1.8 – A luz na pintura e na fotografia. Escolha na sua intensidade e qualidade.

1.9 – A técnica enquanto suporte da estética. A profundidade de campo e o congelamento ou arrastamento enquanto ferramentas estéticas.

1.10 – A harmonia na imagem e na arte. Ritmo e medida.

1.11 – Noção de peso visual. A côr na fotografia e no nosso cérebro. A temperature de côr enquanto ferramenta de uma mensagem.

2 – Os elementos de uma imagem e a sua distribuição no espaço fotográfico

2.1 – Pontos e linhas.

2.2 – A leitura de uma imagem e o funcionamento do nosso cérebro nessa leitura. O alinhamento de objetos. Pontos de quebra e pontos fortes de uma imagem.

2.3 – O sentido do movimento na pintura e na fotografia.

2.4 – Regra dos terços e outras regras da composição na pintura e na fotografia. Como usar, quando usar e com que fins ou géneros de fotografia se recorre a estas regras. O artista enquanto criador de normas em vez de seguidor delas.

3 – A Educação visual

3.1 – Do classicismo à contemporâneidade. A inovação estética.

3.2 – A composição como resultado da educação visual e estética. A composição instintiva.

3.3 – Saber ver, saber escolher.

3.4 – O trabalho de autor. O artista enquanto criador de normas em vez de seguidor delas. Discussão do trabalho de alguns fotógrafos. 

 

 

Anúncios