Micaela Sousa premiada em Berlim com o projeto I Am Here – A pure act of witnessing

Captura de tela 2020-08-27 às 15.51.35

Fotografia Nomadic By Cheice / Jornal Público

São duas notícias numa só, que o jornal Público, no suplemento P3, trazia há dias na sua edição on-line. Na notícia de maior destaque relata-nos que Micaela Sousa, fotógrafa free-lancer a viver em Berlim e que assina os seus trabalhos como Nomadic By Choice, venceu uma das bolsas dadas por um colectivo de artistas da Holzmarkt e da associação We Did Nothing Wrong, em Berlim. A série fotográfica premiada, composta por 12 imagens, tem o título I Am Here – A pure act of witnessing e foi premiada no contexto do projecto Pandemic Healing Arts Project. O trabalho, que segundo a autora denota a espontaneidade, parte da sua experiência pessoal e emocional, sendo um projeto pessoal de contraponto aos seus projetos comerciais, usando as imagens para “escrever” notas visuais que documentaram a cidade.

A segunda notícia é que, diz-nos Micaela Sousa em entrevista à agência Lusa, “à semelhança de outras cidades alemãs, Berlim tomou medidas para evitar o contágio entre cidadãos, e isso implicou o encerramento de galerias, o cancelamento e/ou adiamento de trabalhos, e a consequente falta de fontes de rendimento para artistas, muitos dos quais freelancers. Nessa altura, surgiram apoios estatais e sistemas de ajuda mútua, com artistas que apoiavam outros artistas”. E é esta atitude, notável, por parte de artistas que recorrendo a fundos privados, a trabalho voluntário ou ao crowdfunding constiuiram bolsas destinadas a apoiar outros artistas, incentivando-os e ajudando-os a continuar o seu trabalho.

Pandemic Healing Arts reúne os trabalhos de 44 artistas, das mais diversas áreas, numa exposição que foi inaugurada a 13 de Agosto e patente até 12 de Setembro. A notícia do Público, na íntegra, pode ser vista aqui.

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.