Em Torres Vedras

unnamed

Inaugura no próximo dia 20 a exposição Charivari, um trabalho de José Eduardo Real sobre o Carnaval de Torres Vedras que está muito para além do documental.

Sem excessivas preocupações com a estrutura formal, a riqueza do trabalho reside na forma como o autor entrou pela noite e foi construindo as imagens com que nos dá uma versão intimista do momento.

Em texto destinado à imprensa, Alice WR, autora do mesmo, refere-nos que “tendo como palco as experiências subjetivas dos foliões, o autor cria, a partir do seu próprio universo simbólico, uma construção visual única. Com recurso ao preto e branco, ao desfoque, à sobreposição de planos ou à densidade do ruído, abre-nos diferentes percursos de leitura, intensos, viscerais e dramáticos, num movimento alternado entre rostos e pormenores, numa procura do sentido que seja a chave das histórias.

É um trabalho silencioso sobre a algazarra, a confusão e a balbúrdia que nos cria a sensação de lá estar e de (também) perder o fôlego.

A fotografia de José Eduardo Real, aqui usada como ferramenta de significação de um acontecimento anual, tem o condão de nos lançar para ambientes, 

simultaneamente públicos e privados, que dão origem a imagens intempestivas e díspares, com uma forte componente humanista”.

A exposição é apresentada no Espaço Câmara Escura, na Cooperativa de Comunicação e Cultura, em Torres Vedras, sendo visitável de terça a sábado das 14.30 às 19.30 horas.

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.