No Arquivo Fotográfico, em Lisboa

Captura de tela 2018-12-18 às 18.33.35

Quinta feira, às 18 horas, no Arquivo Fotográfico de Lisboa, o tema das “Conversas Foto-fílmicas”, com Afonso Ramos, dá por título O Terror dos Álbuns Fotográficos: Guerra Colonial e Arte Contemporânea.

As “Conversas Foto-fílmicas” são momentos de diálogo entre artistas e investigadores da área da Fotografia e Cinema e o público. Esta sessão pretende explorar alguns dos modos como a arte contemporânea tem abordado casos de violência explícita no período da guerra colonial. Em particular, procura destacar-se o lugar fundamental e negligenciado da fotografia nestes processos históricos, tanto no modo instrumental como se articulou diretamente com a brutalidade do conflito, como no leque de estratégias experimentais a que tem dado lugar no trabalho de artistas, cineastas e escritores, afim de rever e reimaginar o passado contestado.

Afonso Dias Ramos é bolseiro pós-doutoral no Forum Transregionale Berlin (2018-19), afiliado na Freie Universität Berlin. Obteve o mestrado (2013) e o doutoramento em História da Arte no University College London (2017), com uma tese sobre as relações entre violência política e fotografia na arte contemporânea. Refira-se que o ciclo “Conversas Foto-fílmicas” é uma iniciativa do ICNOVA – Cluster em Estudos Visuais e Arqueologia dos Média, do GI de Cultura, Comunicação e Artes em parceria com o Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico.

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.