Encontros da Imagem, em Braga

Captura de tela 2018-09-17 às 15.27.38

Fotografia Márcia Maciel, da série The object of my gaze

Realizam-se a partir de dia 21 os Encontros da Imagem, iniciativa cultural que todos os anos, em Braga, reúne o que de melhor se faz em fotografia. Este ano, na sua 28ª edição, os Encontros da Imagem reúnem cerca de 40 exposições que se apresentam ao público até 28 de outubro e que além de Braga se apresentam também em Guimarães, Porto e Barcelos.. Além dos artistas convidados, o circuito de exposições integra ainda as obras candidatas ao prémio Emergentes.

Captura de tela 2018-09-17 às 15.22.51

Esta edição tem como tema condutor entre todas as abordagens O belo e a consolação. O texto de apresentação explica a escolha deste tema ao referir que “a condição humana está marcada pela finitude e pela insatisfação. Perante o desconcerto do mundo, o ser humano indaga sobre o sentido da existência e busca a harmonia e a serenidade. Vivemos numa procura incessante e ansiamos pelo alívio da dor e do sofrimento. Estamos obcecados pela felicidade e pelo prazer, mas sentimos dificuldade em encontrar a consolação.

Cultivamos a singularidade e a liberdade, mas valorizamos a pertença e a segurança. Individualidade e sociedade são complementares e antagonistas: na família, na comunidade, nas instituições. Por outro lado, a memória molda-nos enquanto pessoas, num ciclo de constante transformação, condicionando a nossa compreensão das coisas e a visão do futuro.

Numa época de pressas e de dispersão, a aceleração e a mecanização provocam vertigem, confusão e desorientação. O desassossego da vida contemporânea provoca fragmentação e indiferença. Necessitamos de encontrar um antídoto para a inquietude hiperativa que nos consome e nos afasta da natureza e de nós mesmos. Será que a reconciliação com o mundo passa pela contemplação estética? Podemos aspirar a uma salvação pelo Belo?

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.