Aprender fotografia na APAF

Captura de tela 2017-05-23 às 15.24.32

Se é certo que nenhum dos nossos cursos é igual a outro que façamos, porque adaptamos o ritmo do curso aos alunos que temos inscritos em cada grupo, e porque incluímos outras matérias que por vezes interessam particularmente a alguns dos alunos desse grupo, também é verdade que temos um programa base que passa por uma componente técnica e estética.

No campo da estética começamos com a desmistificação da ideia que “gostar” é diferente de qualidade. Separar a qualidade de uma imagem do gosto pessoal é um objetivo assumido. Podemos não gostar de Picasso ou Renoir, mas o nosso gosto em nada muda uma obra ou a qualidade de um autor. Depois percorremos as regras mais clássicas da pintura e da fotografia, para compreendermos a evolução para uma fotografia mais contemporânea, explorando novas composições, conceitos subjacentes à imagem, etc.

No plano técnico começamos por compreender a máquina e onde se situam as suas funções. Por isso fazemos grupos de trabalho pequenos, onde cada grupo de 3 a 5 alunos aprende para que é que serve cada botão. Estuda-se a seguir a medição da luz, nomeadamente as aberturas, velocidades e uso do ISO, tentando esclarecer alguns conceitos, por vezes não compreendidos, por vezes deturpados por um estudo onde a lógica de uma aprendizagem coerente, progressiva e visando a autonomia nem sempre está presente. O WB, o uso de flash ou outros aspetos técnicos são também abordados e relacionados com aulas práticas, em estúdio para a profundidade de campo e iluminação, e em exterior para a medição de luz. Os alunos são também colocados em condições difíceis de luz, interiores e nocturna, durante o processo de aprendizagem.

Veja mais em https://associacaoportuguesadeartefotografica.wordpress.com/formacao/curso-de-iniciacao-a-fotografia/

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Formação APAF, Notícias. ligação permanente.