ARCO Madrid

nota_general

Encerrou há dois dias a ARCO em Madrid, na sua 32ª edição, uma das mais importantes feiras de arte compemporânea que hoje se realizam.  Estiveram presentes 202 galerias oriundas de 30 países, de entre os quais Portugal. Da presença portuguesa, num total de 11 galerias, há que registar a Quadrado Azul, Baginski Galeria/Projetos, Filomena Soares, Vera Cortés, Carlos Carvalho – Arte Contemporânea, Caroline Pagés Galeria, Pedro Cera, 3+1 Contemporany Art Gallery, Nuno Centeno, Galeria Mário Sequeira e a Galeria Fonseca Macedo, galerias de Lisboa, Porto, Braga e Ponta Delgada. Em termos de fotografia, a Galeria Carlos Carvalho – Arte Contemporânea apresentou Daniel Blaufuks com o Jardim de Eugène Delacroix, a Galeria Fonseca Macedo apresentou Catarina Botelho com Lisbon Project e Vera Cortés expôs Daniel Cramer.

A Turquia foi este ano o país-tema, com 10 galerias presentes e a produção de várias exposições paralelas, incluindo fotografia. Também nesta edição da ARCO foi dada particular atenção aos artistas emergentes, alguns já com curriculo mas ainda pouco divulgados, numa descoberta que dá particular ênfase á América Latina, fruto do trabalho desenvolvido por algumas entidades culturais espanholas.

Entretanto o evento proporcionou a troca de experiências e um maior conhecimento sobre a realidade criativa contemporânea, ao reunir mais de 150 críticos de arte e comissários em encontros específicos para os profissionais do setor. Este sentido do debate e troca de experiências estendeu-se ainda ao II Encontro de Museus da Europa e Iberoamericanos e a inúmeros colecionadores. Refira-se ainda o rico programa paralelo à ARCO, potenciador do turismo e da cultura na capital espanhola.

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.