Valência 1952 de Robert Frank

Document2

São mais de quatro dezenas de imagens, grande parte pouco conhecidas e algumas delas inéditas, da autoria de Robert Frank, agora editadas com a chancela de La Fábrica. Peter MacGill considera que as fotografias de Valência marcam a transição entre observação e participação, sublinhando a importância da empatia com o modelo e pronúncio do grande trabalho de Robert Frank Os Americanos. Os temas pedominantes são as pessoas, os rituais, como é o caso das procissões, ou até cenas noturnas, num paralelismo com a paixão que a vida das cidades á noite gerou nos fotógrafos do pós-guerra. Vicente Todoli, editor do livro, crê que Valência representou também para Robert Frank um momento de reflexão e de liberdade que  ajudou a conceber e a realizar Os Americanos.

Figura essencial da fotografia contemporânea, Robert Frank com o seu trabalho revolucionou a fotografia e o cinema. Alías a sua marca cinematográfica na fotografia que produziu é bem evidente, tendo sido premiado com os prémios Erich Salomon (1985), Cornell capa Award (1999) e PhotoEspaña (2007). Por cá ficou registada a sua participação nos Encontros de Fotografia de Coimbra e na homenagem promovida pela Cinemateca Portuguesa, em 1991.

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.